De volta à elite, Coritiba quer vencer e convencer no Brasileirão Assaí 2020

De volta à elite, Coritiba quer vencer e convencer no Brasileirão Assaí 2020

Com comando de Eduardo Barroca, que prega pelo futebol propositivo e de posse de bola, Coxa Branca quer provar que pode fazer bonito e ter resultado

Artes Brasileirão Assaí 2020 Artes Brasileirão Assaí 2020
Créditos: Thais Magalhães/CBF

No ano em que comemora o 35º aniversário de sua primeira conquista nacional, o Coritiba volta à elite do futebol brasileiro para disputar o Brasileirão Assaí 2020. Para fazer uma boa temporada, o Verdão conta com o trabalho do técnico Eduardo Barroca, que trouxe uma nova filosofia ao clube.

Suas ideias pregam a valorização da posse de bola e a proposição de jogo. Certa vez, quando ainda treinava o Botafogo, Barroca definiu o estilo de jogo: "A bola é um porrete". Em sua analogia, um jogo de futebol seria uma luta e quem tivesse o porrete em mãos por mais tempo, teria mais chance de vencer. A chave, portanto, é ter a bola nos pés.

Na Série B do ano passado, Barroca comandou o Atlético-GO, que ficou em segundo lugar, logo acima do Coxa. Agora, é a vez do técnico carioca provar para a torcida do Coritiba que as suas ideias podem se transformar em um futebol bonito e eficiente dentro de campo. O histórico time de 1985 certamente gostaria dessa homenagem.

Coritiba


Melhor campanha:
 campeão
Posição no Brasileirão 2019: 3º (na Série B)
Presidente: Samir Namur
Estádio: Couto Pereira (Curitiba)
Mascotes: Vovô Coxa

Falamos com: Rafinha


Rafinha é um dos mais experientes jogadores do Coritiba Rafinha é um dos mais experientes jogadores do Coritiba
Créditos: Coritiba

"Sei das responsabilidades que tenho, por ser mais experiente, por estar mais acostumado a vestir essa camisa"

 

- O que podemos esperar do Coritiba no Brasileirão 2020?
Esperamos fazer um bom Campeonato Brasileiro. Estamos voltando da Série B, estão esperamos fazer uma boa campanha para que a gente possa permanecer, primeiramente, na Série A, que a gente sabe que quando um clube volta o primeiro objetivo é se manter. E quem sabe a gente possa conseguir uma vaga na Sul-Americana ou até mesmo brigar pela Libertadores.

- Qual deve ser o maior desafio para o clube neste campeonato?
Esse ano vai ser um Brasileirão totalmente diferente, com portões fechados, depois de uma pandemia que estamos vivendo. Vai ser um campeonato totalmente diferente, esperamos nos adaptar o mais rápido possível para fazer um belo Campeonato Brasileiro.

- Qual é a importância do papel de liderança que você exerce dentro do elenco do Coritiba?
Sei das responsabilidades que tenho, por ser mais experiente, por estar mais acostumado a vestir essa camisa. Já vou para o meu quinto ano com a camisa do Coritiba, então, espero que eu possa ajudar da melhor maneira possível. Ajudar os jovens também, porque a gente tem muitos garotos no nosso elenco. Espero ajudar nesse sentido para que a gente tenha um resto de ano muito bom.

Palpite dos especialistas


Lela, ídolo do Coritiba

“O Coritiba é um time grande, que tem uma camisa que pesa. Então sempre que o campeonato está para começar a expectativa é que ele entre de igual para igual com as outras equipes. O objetivo do Coritiba é ficar entre os dez primeiros da tabela para ver se consegue uma vaga na Libertadores, já que faz tempo que não disputa. Para mim, tem que começar com esse propósito para aumentar as chances de conseguir essa vaga.”

Nadja Mauad, repórter da RPC/Rede Globo

“Depois de duas temporadas na Série B, o Coxa volta à elite com cautela. O clube não quer passar mais um campeonato disputando na parte de baixo da tabela. Assim como o Athletico, o Coritiba também promoveu uma grande mudança no elenco e na comissão. Eduardo Barroca foi contratado para mudar o estilo de jogo do time, torná-lo mais ofensivo. O grande objetivo é ficar pelo menos entre os dez primeiros e conseguir voltar a disputar uma competição internacional, como a Sul-Americana. No entanto, é importante frisar que o clube tem uma situação financeira complicada e a diretoria já disse que não fará loucuras para reforçar o elenco. O conjunto é a aposta para surpreender”.

Fernando Rudnick, repórter da Gazeta do Povo

“O Coxa volta para a elite em processo de remontagem. Trocou de técnico para mudar o estilo de jogo apresentado na Série B. Eduardo Barroca, no entanto, tem peças limitadas para aplicar suas ideias. Ao meu ver, a equipe precisa se reforçar, de maneira cirúrgica, para não flertar com o rebaixamento. Uma boa sequência no início do campeonato pode ser crucial para que o time ganhe confiança e deslanche. O objetivo é permanecer longe da zona de rebaixamento. Isso ajudará a resgatar a autoestima da torcida e do próprio clube. Esse seria o maior prêmio. O que vier a mais é lucro".

Análise tática


Em parceria com o @Footure, o @brasileirao fez uma análise detalhada nas redes sociais de como a equipe paranaense começará o campeonato. Para Dimitri Barcellos, que destrinchou a equipe no site, o Coritiba chega para a disputa do Brasileirão Assaí com esperanças positivas.

Dimitri fala em seu texto sobre a expectativa na união entre experiência e juventude da equipe, além das ideias do técnico Eduardo Barroca e a importante estratégia de manter a posse de bola durante todo jogo. Ele destacou ainda a forma de ataque da equipe e como ela defende.

Clique aqui e confira a análise tática completa do Coritiba no site do Footure.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports