Clubes realizam conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série A 2021

Clubes realizam conselho técnico do Campeonato Brasileiro Série A 2021

Representantes de todas as 20 equipes participantes da competição participaram da reunião através de videoconferência. Grande novidade da competição será o limite de treinadores. Veja todas as medidas

Conselho técnico do Campeonato Brasileiro da Série A 2021 Conselho técnico do Campeonato Brasileiro da Série A 2021
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Na tarde desta quarta-feira (24), representantes dos 20 clubes que participam da Série A do Campeonato Brasileiro se reuniram para o Conselho Técnico da competição. Durante o encontro, foram debatidas normas para a disputa do Brasileirão Assaí 2021. A reunião foi conduzida pelo Presidente da CBF, Rogério Caboclo.

"Estamos aqui para definir juntos o modelo da competição, daquela que tenho como o maior Campeonato de Futebol do Mundo, o mais imprevisível. Quero dizer que sinto orgulho de termos dado continuidade ao futebol juntos, depois de uma paralisação de mais de três meses. Além disso, conseguimos entregar, ultrapassando o ano de 2020, todas as 21 competição que a CBF se propôs a fazer. Todas elas", destacou o Presidente.

Após a saudação do dirigente, vários presidentes de clubes fizeram um desagravo a Rogério Caboclo por causa do vazamento do vídeo da última reunião entre CBF, clubes e federações, realizada no dia 10 de março. Foram aprovadas por unanimidade uma moção de repúdio e solidariedade em relação ao vazamento das imagens e a abertura de uma sindicância para apuração de responsabilidades.

A grande novidade do Brasileirão 2021 é o limite de troca de treinadores entre as equipes. Proposta defendida pela CBF há três anos, a regra foi aprovada por maioria e valerá tanto para clubes que queiram demitir seus treinadores quanto para técnicos que peçam demissão de seus times.

O clube começará o Brasileirão com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um. Em caso de uma segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Caso o treinador peça demissão, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo. Já o técnico que pedir demissão só poderá ser inscrito por mais uma equipe na mesma competição.

“É um grande avanço do futebol brasileiro, que fará bem tanto aos clubes quanto aos treinadores. Vai implicar em uma relação mais madura e profissional e permitir trabalhos mais longos e consistentes. É o fim da dança das cadeiras dos técnicos no futebol brasileiro”, enfatizou Rogério Caboclo. “Significa organização administrativa e planejamento financeiro”, completa o presidente da CBF.

Outra ação anunciada foi a criação do Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira (CEAB), com ambientes para desenvolvimento de novos projetos e treinamento e as salas de árbitro de vídeo (VAR) centralizadas. Durante a apresentação do projeto do CEAB, aprovado por unanimidade, assim como a continuidade do VAR no Brasileirão Assaí 2021, o Presidente Rogério Caboclo revelou detalhes da estrutura aos Presidentes dos clubes. O Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira será instalado em um prédio próximo à sede da CBF, também na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro (RJ).

Conselho técnico do Campeonato Brasileiro da Série A 2021 Conselho técnico do Campeonato Brasileiro da Série A 2021
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O Diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, apresentou a Diretriz Técnica Operacional do Brasileirão Assaí Série A 2021 e fez a leitura dos itens regulamentares. Três questões foram apresentadas por conta da pandemia da Covid-19: os mandos de campos  serão remanejados caso o município ou estado de origem esteja impedido de receber os jogos, os estádios seguem sem a permissão de público nas arquibancadas e as equipes precisam ter um número mínimo de 13 atletas com exames negativos para irem a campo. 

Ficou acertado que novos atletas podem ser registrados até 24 de setembro, o último dia útil anterior à 22ª rodada. Os clubes têm o direito de inscrever até 50 jogadores na competição, com prazo até o dia 10 de setembro, podendo substituir no máximo até oito atletas. 

O conselho técnico contou  com a participação dos Presidentes da Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol (FENAPAF), Felipe Leite, da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim, e da Federação Brasileira dos Treinadores de Futebol (FBTF), Zé Mário.

Durante a reunião, o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba, fez um balanço da participação do VAR na competição de 2020. Em seguida, o Presidente da Comissão Nacional de Médicos do Futebol, Jorge Roberto Pagura, exibiu o Relatório Operacional da Comissão Médica Especial da CBF de combate à Covid-19. 

Ao fim, os representantes de cada um dos clubes receberam a tabela completa do Brasileirāo Assaí 2021. Os dirigentes puderam conhecer todos os 380 jogos e sua ordem na competição. A primeira rodada traz a abertura oficial do campeonato com o confronto entre Flamengo e Palmeiras, com mando do Rubro-negro, atual bicampeão.

O Brasileirão Assaí 2021 está marcado para começar nos dias 29, 30 e 31 de maio, enquanto a última rodada do Campeonato Brasileiro deve ser disputada no dia 5 de dezembro.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS