Prêmio Brasileirão 2018: Tayla, do Santos, é escolhida melhor zagueira

Prêmio Brasileirão 2018: Tayla, do Santos, é escolhida melhor zagueira

Defensora do Peixe e da Seleção Brasileira Feminina assina história de superação e dá a volta por cima com conquista individual

Tayla (à dir.), zagueira do Santos

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

“Fiquei muito preocupada porque não sabia se ia voltar ao alto nível”. Tayla viveu um momento de dúvidas após uma grave lesão no tendão de Aquiles, sofrida em 2016. A trajetória da jogadora foi interrompida por longos meses de recuperação e segundo ela, foi preciso encontrar forças sobrenaturais para voltar aos gramados. Dois anos depois, Tayla está presente no Prêmio Brasileirão e é uma das melhores zagueiras do Feminino A-1 2018.

Com o estilo sério de jogo, a regularidade da atleta do Santos-SP faz diferença na defesa alvinegra. Tayla esteve em campo 12 vezes para defender o Peixe no Brasileirão Feminino A-1. Essa consistência do setor defensivo das Sereias da Vila contribuiu para o retrospecto vencedor da equipe na competição, com apenas uma derrota na primeira fase.

— Nós do Santos fizemos uma boa temporada, apesar de termos saído antecipadamente do campeonato. Estar aqui em um grande evento como esse , junto com o masculino, é muito especial e espero que continue nos próximos anos - falou a zagueira.  

Tayla, a melhor zagueira da competição desta temporada, foi fator primordial para a conquista do Campeonato Paulista pelo Santos em outubro deste ano. Mas, a premiação mais esperada foi vestir a Amarelinha depois das dificuldades longe dos gramados. Ao todo, foram sete convocações em 2018 para defender a Seleção Brasileira Feminina.

O Prêmio Brasileirão é a cerimônia de entrega de troféus aos melhores do campeonato. No masculino, a eleição online é realizada com cerca de 10 mil profissionais de imprensa, capitães e treinadores dos 20 clubes, além de jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira. São 11 troféus para os atletas mais votados por posição, melhor técnico, artilheiro, revelação, craque do Brasileirão, craque da galera (escolha pelo Globoesporte.com), gol mais bonito (apontado pelos torcedores pelo Facebook da CBF), fair play, melhor árbitro e dois assistentes.

Neste ano, o Brasileiro Feminino A-1 também premiará as 11 jogadoras do time ideal, melhor treinador ou treinadora, artilheira, craque, revelação e fair play. Também está prevista a categoria Não é Só Futebol, que será destinada a uma atitude que transcende o campo de jogo, e uma grande homenagem da noite a um ídolo do futebol.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro