Prêmio Brasileirão 2019: Maglia, da Ferroviária, melhor meia

Prêmio Brasileirão 2019: Maglia, da Ferroviária, melhor meia

Capitã das Guerreiras Grenás levantou a taça de campeã brasileira em 2019

Prêmio Brasileirão 2019 Prêmio Brasileirão 2019
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

“Você não vai mais jogar”. Foi isso que a meio-campista Maglia ouviu no ano passado. Com cinco lesões nos joelhos, a jogadora começou a enfrentar problemas na cartilagem quando ainda defendia o Corinthians, ouvindo que não poderia mais atuar em alto rendimento. Mas ela insistiu. A Ferroviária chamou, ela atendeu e hoje carrega a braçadeira de capitã, a taça do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 e o título de melhor volante da competição.

– É uma alegria muito grande poder participar dessa festa e estar entre as melhores do Campeonato Brasileiro. No ano passado eu pensei em parar de jogar futebol, mas fui teimosa e consegui fazer um ano muito bom com a Ferroviária. Conseguimos o título e estou muito feliz por tudo que está acontecendo.

O início no futebol foi de brincadeira com o pai em casa. Aos 9 anos, entrou em uma escolinha, mas jogou com os meninos até os 15. Em seguida, fez um teste no São Bernardo e só então iniciou a trajetória na modalidade feminina. Natural de São Paulo, Maglia tem 29 anos e passagens por vários clubes paulistas, como São José, Centro Olímpico, Santos e Corinthians. Fora de sua cidade natal, passou pelo Foz Cataratas, Rússia e China.

No ano passado, jogou até o meio do ano pelo Corinthians, time que deu a ela seu primeiro título do Brasileirão Feminino A-1. Porém, depois de julho, precisou começar uma sequência intensa de trabalhos físicos para tentar voltar aos gramados. Ouviu dos médicos que era difícil continuar e que não seria mais a mesma. Por um momento, Maglia acreditou e pensou em se aposentar.

Quando a Ferroviária chamou, tudo mudou. A teimosia não a permitiu negar a proposta do clube que abriu as portas mesmo sabendo de todas as condições de seu joelho. Com o trabalho feito junto a comissão técnica, pôde jogar durante toda temporada e liderar as Guerreiras até o bicampeonato nacional. O desempenho foi coroado no Prêmio Brasileirão 2019.

Detentora de dois títulos nacionais, foi fundamental para o sucesso das Guerreiras Grenás em 2019. Ao todo, foram 41 jogos e cinco gols marcados. Com histórico de ser destaque nos lugares que passa, ela manteve a escrita e fez novamente uma grande temporada. Bicampeã da Libertadores, disputou taças em quase todos os clubes que jogou e ainda quer muito mais.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports