Prêmio Brasileirão 2018: Lelê, do Rio Preto, é eleita melhor atacante

Prêmio Brasileirão 2018: Lelê, do Rio Preto, é eleita melhor atacante

Atacante foi vice-campeã brasileira com a equipe do Rio Preto

Dany Helena (à esq.), atacante do Flamengo e Lelê (à dir.), atacante do RIo Preto

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Destaque do Rio Preto no ano de 2018, Lelê foi eleita uma das atacantes da Seleção do Brasileirão Feminino A-1. Artilheira da equipe paulista no campeonato e terceira colocada na relação geral de goleadoras, a comandante do ataque do Jacaré integra, com muito mérito, o time ideal do futebol feminino no Prêmio Brasileirão 2018.

– Até agora não consigo acreditar. Tive um ano abençoado. Eu nunca joguei de atacante e, nesse ano, fui escalada no ataque e Deus me abençoou com uma campanha super maravilhosa. Fui artilheira e escolhida para a seleção do Campeonato Paulista e agora estou aqui na equipe do Brasileiro. Um sonho. Nem acreditei quando me ligaram! – exaltou.

Nos 20 jogos disputados na competição, a atacante foi titular em 19, ficando de fora apenas no segundo jogo da final devido a uma lesão. Ao todo, Lelê balançou as redes adversárias no Brasileirão em 11 oportunidades. Além disso, a atacante também brilhou no Campeonato Paulista. O Rio Preto foi derrotado pelo Santos na semifinal, mas Lelê marcou 18 gols, marca que lhe garantiu artilharia do torneio estadual. 

O Prêmio Brasileirão é a cerimônia de entrega de troféus aos melhores do campeonato. No masculino, a eleição online é realizada com cerca de 10 mil profissionais de imprensa, capitães e treinadores dos 20 clubes, além de jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira. São 11 troféus para os atletas mais votados por posição, melhor técnico, artilheiro, revelação, craque do Brasileirão, craque da galera (escolha pelo Globoesporte.com), gol mais bonito (apontado pelos torcedores pelo Facebook da CBF), fair play, melhor árbitro e dois assistentes.

Neste ano, o Brasileiro Feminino A-1 também premiará as 11 jogadoras do time ideal, melhor treinador ou treinadora, artilheira, craque, revelação e fair play. Também está prevista a categoria Não é Só Futebol, que será destinada a uma atitude que transcende o campo de jogo, e uma grande homenagem da noite a um ídolo do futebol.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro