Jéssica: 19 anos vestindo a camisa do Rio Preto-SP

Jéssica: 19 anos vestindo a camisa do Rio Preto-SP

Defendendo as cores do Rio Preto-SP desde 1999, a volante Jéssica disputará seu quinto Campeonato Brasileiro Feminino neste ano

Jéssica - volante do Rio Preto

Créditos: Divulgação: Facebook/Rio Preto Esporte Clube Feminino Oficial

O Rio Preto Esporte Clube é um dos times mais tradicionais no cenário nacional do futebol feminino. A equipe é uma das cinco campeãs do Brasileirão - junto com Centro Olímpico-SP, Ferroviária-SP, Flamengo-RJ e Santos-SP - e participou de quatro edições, ficando fora apenas em 2014. Uma das personagens principais desta equipe é a volante Jéssica, que defende o clube desde 1999. Depois de tanto tempo na equipe, a jogadora se considera uma referência para as outras atletas.

– Me sinto uma referência pela minha idade, experiência e pelos quase 20 anos que eu estou no futebol feminino. Mas, isso me traz uma responsabilidade muito grande porque eu tenho que mostrar para elas que a gente sempre tem que estar concentrada e focada. As meninas mais novas precisam de alguém que acalme e agite na hora que precisar – disse Jéssica em entrevista ao site da CBF.

Além de ser inspiração por sua história, Jéssica também é decisiva quando o assunto é título. Mesmo sendo volante, a atleta é especialista em marcar gols decisivos para o Rio Preto. A jogadora marcou gols nas finais do Campeonato Brasileiro (2015) e Campeonato Paulista (2017), todos vencidos pelo Verdão.

– Acredito que eu fazer gols seja um trunfo pelo nosso modelo ofensivo de jogo. Ele acaba atraindo muito atenção para as jogadoras de ataque e isso nos dá possibilidade de chegar como elemento surpresa. Nós conseguimos usar os espaços porque estamos olhando o jogo mais de frente. A gente usa essa estratégia principalmente nas partidas decisivas – pontou.

Das cinco edições do Campeonato Brasileiro Feminino, quatro coroaram equipes paulistas como campeãs. A esse retrospecto, Jéssica dá créditos ao campeonato estadual, mas acredita que as outras equipes nacionais estão vindo cada vez mais fortes.

– Nós temos um campeonato estadual muito forte. São equipes que estão no cenário nacional há muito tempo, como Ferroviária-SP, Santos-SP, Corinthians-SP… Isso faz com que São Paulo seja o celeiro de jogadoras, estrutura e trabalho. Um campeonato regional forte faz com que as equipes sejam fortes no Nacional. Apesar disso, temos muitas equipes que não são paulistas mas que virão para brigar forte como Iranduba-AM, Kindermann-SC, Flamengo-RJ… Nós sabemos que as equipes paulistas são fortes mas esse ano eu acredito que terá um equilíbrio maior – finaliza.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro