Gabi Zanotti e Ana Vitória: encontro de gerações no Corinthians

Gabi Zanotti e Ana Vitória: encontro de gerações no Corinthians

As meio-campistas de 33 e 18 anos dividem o protagonismo do Timão em busca do título nacional inédito

Rio Preto x Corinthians - jogo de ida da final do Campeonato Brasileiro Feminino A1 2018

Créditos: Bruno Teixeira/Corinthians

Com gol de Adriana no final do primeiro tempo, o Corinthians-SP saiu na frente na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 2018 contra o Rio Preto-SP, no último sábado (20). Além da protagonista da partida, o Timão conta com uma equipe entrosada, responsável pela ótima campanha na competição. A equipe é uma das mais heterogêneas e conta com jogadoras de idades variadas. Um desses encontros de gerações é proporcionado pelas meio-campistas Gabi Zanotti e Ana Vitória. 

Aos 33 anos, Gabi é a segunda atleta mais experiente do elenco. Na frente dela, só a capitã Grazi, um ano mais velha. No cenário nacional, a meio-campista já defendeu as equipes do Santos-SP, Centro Olímpico-SP - onde foi campeã brasileira em 2013 - e Kindermann-SC. Internacionalmente, iniciou sua carreira no Quickstrike Lady Blues, em 2010, e passou pelo Tianjin Quanjian e Jiangsu Suning, da China, antes de retornar ao Brasil. Na Seleção Brasileira, a atleta integrou a equipe que conquistou o ouro olímpico nos Jogos Pan-Americanos (2015), em Toronto. Gabi chegou ao Alvinegro em fevereiro deste ano, onde já disputou mais de 30 jogos e marcou 17 gols. 

Após o vice do Campeonato Paulista, esta é a segunda final de Gabi e da equipe em 2018. Toda a experiência adquirida durante os anos de carreira e o trabalho realizado ao longo da temporada serão essenciais para equilibrar o nervosismo com as meninas mais novas em busca do inédito título nacional. 

"Estou muito feliz por estar disputando mais uma final de campeonato em 2018. Era isso que a gente queria, está dentro do planejado. Estamos com um elenco muito qualificado e fizemos um grande trabalho no decorrer no ano para chegar nessa final. Acho que a experiência… jogar bola todo mundo sabe. A gente treina para isso, quem passa esse trabalho é toda a comissão técnica mas, nesses momentos mais decisivos, a gente tenta passar sempre a tranquilidade. Essa experiência ajuda um pouco as mais novas”, disse a meio-campista. 

15 anos mais nova que a companheira de equipe, Ana Vitória tem menos tempo de carreira, mas uma enorme bagagem, principalmente quando se trata de Seleção Brasileira. Natural do Mato Grosso, a meio-campo passou por duas equipes da cidade antes de defender a equipe paulista: Mixto-MT e Rondonópolis-MT. Já na Canarinho, Ana Vitória é a capitã da Seleção Sub-20 e já disputou duas Copas do Mundo: Pela Sub-17, em 2016, e pela Sub-20, neste ano. Além disso, comandou a equipe no título do Sul-Americano da categoria em janeiro. Há mais tempo no Corinthians, a atleta foi vice-campeã brasileira e campeã da Libertadores - em parceria com o Audax - em 2017.

Apesar de toda essa bagagem, a atleta acredita que, independente de idade, todo nervosismo que envolve a final afeta todas as jogadoras, mas que é normal nesse momento do torneio.

“É uma final então acho que todo atleta fica um pouco ansioso. É aceitável, natural e bem normal de acontecer. Porém a gente está muito preparada. A gente tem que fazer um bom papel pensando no título. A gente bateu na trave no ano passado e esse ano a gente quer o título sem dúvidas”, finalizou Ana Vitória.

O novo encontro entre Gabi Zanotti, Ana Vitória, torcida e Corinthians já tem dia, hora e local marcado. O jogo de volta da finalíssima do Campeonato Brasileiro Feminino A-1 2018 acontece na próxima sexta-feira, dia 26 de outubro, às 20h30 (horário de Brasília), no Parque São Jorge, em São Paulo. Para o torcedor que não puder comparecer a partida, a CBF TV fará transmissão exclusiva do jogo pelo Facebook, Twitter, Youtube e Site Oficial da entidade.

Confira aqui todos os detalhes da primeira partida da final e as informações para o próximo jogo!

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro