Prêmio Brasileirão 2018: Gabi Zanotti, do Corinthians, é eleita melhor atacante

Prêmio Brasileirão 2018: Gabi Zanotti, do Corinthians, é eleita melhor atacante

Camisa 10 do Timão na temporada, meia foi uma das peças fundamentais da equipe campeã brasileira e também se destacou no vice-campeonato paulista

Gabi Zanotti, do Corinthians

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Anunciada em fevereiro como reforço de peso do Corinthians, Gabi Zanotti foi uma das protagonistas da equipe na temporada 2018 e conquistou um lugar na Seleção das melhores do Campeonato Brasileiro Feminino 2018. A meia garantiu espaço no time dos sonhos pela brilhante campanha na conquista do título nacional do Timão. Além disso, a jogadora de 32 anos também se destacou na campanha do vice-campeonato paulista, no qual também integrou a seleção do torneio.

– Eu considero um ano incrível e especial nesse meu retorno ao Brasil. Chegamos em duas finais, um título brasileiro, além de prêmios individuais. Estou muito contente e coroa a campanha que fizemos durante o ano, premia o coletivo já que não se conquista nada sozinho. Estou muito honrada de participar desta premiação nesta noite e valoriza cada vez mais o futebol feminino – destacou. 

Depois de dois anos no futebol chinês, Gabi voltou para o futebol brasileiro no dia 2 de fevereiro. Ao longo da temporada, foram 35 jogos vestindo a camisa alvinegra, sendo 30 como titular. No Brasileirão, entrou em campo em 17 dos 20 jogos disputados pela equipe paulista. Foram 17 gols marcados na temporada, sendo oito no campeonato nacional, feito que a fez terminar o ano como terceira artilheira do Corinthians.

Pela Seleção Brasileira, a meia foi lembrada pelo técnico Vadão em três oportunidades. Vale lembrar que a jogadora integrou a equipe medalhista de ouro no Pan-Americano de Toronto, em 2015.

O Prêmio Brasileirão é a cerimônia de entrega de troféus aos melhores do campeonato. No masculino, a eleição online é realizada com cerca de 10 mil profissionais de imprensa, capitães e treinadores dos 20 clubes, além de jogadores e comissão técnica da Seleção Brasileira. São 11 troféus para os atletas mais votados por posição, melhor técnico, artilheiro, revelação, craque do Brasileirão, craque da galera (escolha pelo Globoesporte.com), gol mais bonito (apontado pelos torcedores pelo Facebook da CBF), fair play, melhor árbitro e dois assistentes.

Neste ano, o Brasileiro Feminino A-1 também premiará as 11 jogadoras do time ideal, melhor treinador ou treinadora, artilheira, craque, revelação e fair play. Também está prevista a categoria Não é Só Futebol, que será destinada a uma atitude que transcende o campo de jogo, e uma grande homenagem da noite a um ídolo do futebol.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro