Flamengo perde para o Palmeiras e deixa briga pela última vaga acirrada no Brasileiro Feminino A-1

Flamengo perde para o Palmeiras e deixa briga pela última vaga acirrada no Brasileiro Feminino A-1

Com o placar de 1 a 0, as Rubro-Negras não dependem mais só delas para avançarem. Grêmio e Cruzeiro também estão na disputa pelo 8° lugar.

Palmeiras vence o Flamengo e garante vaga nas quartas de finais do Brasileirão Feminino A-1 Palmeiras vence o Flamengo e garante vaga nas quartas de finais do Brasileirão Feminino A-1
Créditos: Priscila Pedroso/Palmeiras

O domingo (11) foi agitado para o Brasileirão Feminino A-1. Seis jogos disputaram a atenção do torcedor e garantiram fortes emoções com direito a goleadas, definição de classificação e rebaixamento. Ao todo, a penúltima rodada teve 37 gols marcados e 33 foram só neste domingo. Além da concorrência pela última vaga para a próxima fase, o domingo confirmou mais cinco classificadas para as quartas de finais. São Paulo, Ferroviária, Avaí/Kindermann, Palmeiras e Internacional garantiram o seu passaporte da próxima fase.

A última vaga ainda está em aberto e o Grêmio, Flamengo e Cruzeiro estão na briga para conquistá-la. Depois de ver o Grêmio empatar na noite de sábado (10), o Flamengo entrou em campo contra o Palmeiras, às 15h30, no Novelli Júnior, em Itu (SP), Interessado apenas na vitória. Mas depois desperdiçar chances - inclusive uma cobrança de pênalti - e ver sua melhor jogadora, Rafa Barros, sair machucada, as Meninas da Gávea não conseguiram evitar o gol de Bianca, no segundo tempo, e as Palestrinas saíram com os três pontos e com a vaga confirmada nas quartas.

O Jogo

O primeiro tempo foi morno, com o Flamengo conseguindo criar algumas oportunidades e com mais posse de bola, mas dependente da Rafa Barros para ser efetivo. Uma das melhores chances da jogadora foi em uma tabelinha com a Raquel, invadindo a área, porém mandando um chute fraco para o gol, sem perigo para a defesa Alviverde. A situação ficou mais difícil para as visitantes quando Rafa Barros saiu machucada no final da primeira etapa.

No segundo tempo, o Palmeiras voltou com a Ary Borges e, logo no início, já se notava a diferença no meio campo Palestrino. Não demorou muito para a meia-atacante criar uma bela jogada e deixar Bianca em condições de abrir o marcador, não deu outra, 1 a 0. O Flamengo foi buscar uma reação e, quando chegou ao ataque, a atacante Flávia foi derrubada pela zagueira Agustina e o pênalti foi marcado. Flávia foi para a cobrança e chutou para fora. 

Logo em seguida, no lado contrário, a artilheira da competição, Carla Nunes, entrou na área e foi derrubada pela goleira Kaká. Pênalti para o Palmeiras. Mas Carla Nunes bateu em cima da goleira que espalmou e ainda diminuiu o ângulo no rebote. Com esse resultado, o Palmeiras chegou aos 27 pontos está na quinta colocação, seis a mais que o Flamengo, em nono lugar.

Avaí/Kindermann vence, por 3 a 0, o Iranduba no Brasileirão Feminino A-1 Avaí/Kindermann vence, por 3 a 0, o Iranduba no Brasileirão Feminino A-1
Créditos: João Normando

Iranduba não aguenta a pressão do Avaí, perde e está rebaixado

Para as amazonenses só existia duas possibilidades: vencer ou vencer. Mas diante de uma superioridade do Avaí/Kindermann, em Caçador (SC), elas não conseguiram evitar o pior e foram derrotadas por 3 a 0. Com dois gols de pênaltis marcados por Duda e Bruna Calderan, e um da Lelê no segundo tempo, as catarinenses confirmaram o primeiro rebaixamento do Iranduba.

As donas da casa optaram por ter a posse de bola e ir criando as jogadas, ao passo que o Hulk jogou recuado e sem criar perigo para a meta adversária. A goleira Stefane ainda efetuou grandes defesas que salvaram o Iranduba de uma goleada. Com 10 pontos somados, mesmo que elas consigam vencer o Palmeiras na última rodada, matematicamente, não conseguem ultrapassar o Minas Brasília que tem 14.

Corinthians e Internacional aplicam goleadas contra o Audax e Ponte Preta

O líder Corinthians foi até o Moisés Lucarelli, em Campinas (SP), para enfrentar a já rebaixada Ponte Preta. O placar de 7 a 0 teve Hat-Trick da Grazi, dois gols da Gabi Portilho, Cacau e Paulinha. O marcador foi aberto com Gabi Portilho, aos 17, depois de um passe da Cacau. Depois, aos 20 minutos, foi a vez da Grazi marcar o seu primeiro e, logo em seguida, ela ampliou a vantagem. 

Com apenas um minuto na segunda etapa, Gabi Portilho fez o seu segundo na partida. Cacau marcou o dela depois de um cruzamento rasteiro de Gabi Portilho. Em uma jogada coletiva que Diany ajeitou e mandou para Katiuscia, Grazi recebeu e anotou no ângulo da goleira. O último gol foi de autoria da Paulinha, confirmando o Corinthians na liderança da primeira fase da competição.

No sul do país, o Internacional recebeu o Audax, no SESC Campestre, em Porto Alegre (RS), e o goleou por 9 a 0, garantindo a classificação. Logo aos 5 minutos de jogo, Isadora marcou de cabeça depois da cobrança de escanteio da Djeni e deu início ao triunfo colorado. Mas foi apenas no final da primeira etapa que o placar foi ampliado. Depois de criar muitas oportunidades, Jheniffer recebeu a bola na cara da meta adversária e mandou para o fundo das redes. Dois minutos depois, Jheniffer ampliou e, nos acréscimos, Byanca Brasil armou uma jogada deixando Gabi Luizelli na frente do gol, marcando o quarto.

A artilheira colorada ainda conseguiu anotar o dela aos 47 minutos em uma cobrança de falta que ela mesma bateu. O Audax não conseguia acertar os passes para criar alguma situação de perigo. Na defesa, também tinha dificuldades para marcar as Gurias Coloradas e o resultado disso foi o gol contra que a zagueira Mafe acabou fazendo ao tentar desviar. Layssa ainda marcou dois tentos - um de pênalti- e Júlia deixou o dela, também de pênalti.

Internacional goleia o Audax por 9 a 0 no Brasileirão Feminino A-1 Internacional goleia o Audax por 9 a 0 no Brasileirão Feminino A-1
Créditos: Mariana Capra/Internacional

Ferroviária vence o São Paulo de virada e o Santos derrota o Vitória

Ainda na tarde de domingo(11), as Sereias da Vila receberam as últimas colocadas do Vitória, no Ulrico Mursa, em Santos (SP). No primeiro tempo, as Alvinegras criaram chances de gol que foram travadas pela goleira Renata. Mari Dias mandou para fora no primeiro minuto de jogo e Amanda Gutierres parou na defesa rival logo depois. O único gol da partida só aconteceu no segundo tempo depois de uma jogada ensaiada. Em cobrança de falta, Analuyza mandou em direção ao gol, mas a arqueira do Vitória defendeu, mas Fran Bonfanti pegou o rebote. 

Ferroviária e São Paulo foram a última partida da penúltima rodada do Feminino A-1 e já entraram classificadas em campo. Era só uma questão de subir posição, já que estavam empatadas com 26 pontos. Glaucia abriu o marcador para as São-Paulinas depois de encontrar a meta livre. A reação da das Guerreiras Grenás veio no segundo tempo com Sochor, que marcou duas vezes e garantiu a virada da Ferroviária.

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports