Edina Alves comemora escalação para final do Brasileirão Feminino Neoenergia: 'Grande responsabilidade'

Edina Alves comemora escalação para final do Brasileirão Feminino Neoenergia: 'Grande responsabilidade'

Árbitra comandará equipe 100% feminina na partida entre Corinthians e Palmeiras, neste domingo (26), que define o título do Brasileirão Feminino Neoenergia

Edina Alves e Neuza Back fizeram parte da primeira equipe de arbitragem 100% feminina da competição continental Edina Alves e Neuza Back fizeram parte da primeira equipe de arbitragem 100% feminina da competição continental
Créditos: Staff Images/Conmebol

Entre tantos jogos e conquistas, Edina Alves Batista (FIFA-SP) recebeu um grande desafio: comandar a final do Brasileirão Feminino Neoenergia 2021, entre Corinthians e Palmeiras, neste domingo (26). Em entrevista ao site da CBF, a árbitra não escondeu a gratidão por poder participar de uma decisão como essa.

"Eu me sinto honrada com essa escala, um jogo tão importante para o futebol feminino do Brasil. É mais um degrau que estamos subindo, em busca da consolidação da mulher no futebol. Agradeço à Comissão de Arbitragem e ao presidente Leonardo Gaciba pela chance de fazer parte deste momento histórico. É uma grande responsabilidade, mas nossa missão é fazer com que o destaque do jogo seja o bom futebol", disse Edina.

Na Neo Química Arena, Edina Alves terá ao seu lado as assistentes Neuza Inês Back (FIFA-SP) e Fabrini Bevilaqua Costa (FIFA-SP). Além das duas auxiliares, a equipe de arbitragem conta ainda com o trabalho de outras cinco mulheres, que compõem uma equipe 100% feminina para a final: Adeli Mara Monteiro (quarta árbitra), Marcela de Lima Silveira (quinta árbitra), Daiane Caroline Muniz dos Santos (VAR), Amanda Pinto Matías (AVAR) e Regildênia de Holanda Moura (Obsveradora de VAR).

A partida contará com a ferramenta do árbitro de vídeo, que, desde a temporada passada, está presente nas fases finais do Brasileirão Feminino Neoenergia. Este é só mais um componente de uma modalidade que vem crescendo cada vez mais no Brasil e no mundo.

"O futebol feminino evoluiu muito. Pudemos observar o nível do futebol apresentado na última Copa do Mundo, na França. Esse ano, acompanhando o Brasileirão Feminino, deu para notar o crescimento das equipes, na parte técnica, tática, em estrutura", disse Edina, antes de destacar o crescimento alcançado pela competição:

"Gostaria de dar parabéns à Aline Pellegrino, ao Manoel Flores e a todos os envolvidos no desenvolvimento das competições femininas na CBF, pelo grande trabalho que tem sido feito. Mais do que palavras de apoio, as mulheres precisam de visibilidade, de atitudes, para que nosso espaço se consolide cada vez mais no futebol brasileiro".

Primeira árbitra a comandar um jogo profissional masculino da FIFA, Edina Alves Batista é a mulher com mais jogos apitados em toda a história na Série A do Campeonato Brasileiro. Parceiras de longa data na arbitragem, Edina Alves e Neuza Back estiveram juntas na Copa do Mundo da França, em 2019, no Mundial de Clubes da FIFA, em 2020, e participaram dos dois torneios de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

Corinthians e Palmeiras se enfrentam neste domingo (26), às 21h, na Neo Química Arena, em São Paulo (SP). A partida vale o título do Brasileirão Feminino Neoenergia 2021. No jogo de ida, no Allianz Parque, o Timão venceu por 1 a 0, com gol de Gabi Portilho.

Quadro de arbitragem para Corinthians x Palmeiras


Árbitra: Edina Alves Batista (FIFA-SP)

Árbitra Assistente 1: Neuza Inês Back (FIFA-SP)

Árbitra Assistente 2: Fabrini Bevilaqua Costa (FIFA-SP)

4ª Árbitra: Adeli Mara Monteiro (FEM-SP)

5ª Árbitra: Marcela de Lima Silveira (FEM-SP)

VAR: Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)

AVAR: Amanda Pinto Matías (CD-SP)

Observadora do VAR: Regildênia de Holanda Moura

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil