Corinthians é campeão do Brasileirão Feminino Neoenergia com recorde de público

Corinthians é campeão do Brasileirão Feminino Neoenergia com recorde de público

Diante de mais de 40 mil torcedores, o Timão derrotou a Ferroviária por 2 a 1 e ergueu a taça pela quinta vez

Corinthians, com autoridade, é novamente campeão brasileiro Corinthians, com autoridade, é novamente campeão brasileiro
Créditos: Cris Mattos / CBF

 

O Timão é pentacampeão do Brasileirão Feminino Neoenergia! Neste domingo (10), o Corinthians venceu a Ferroviária por 2 a 1 na Neo Química Arena, em São Paulo, e conquistou o quarto título consecutivo da equipe, o quinto na competição. Os gols do jogo foram marcados por Jennifer e Tamires, para o Timão, enquanto Mylena Carioca descontou para a Ferrinha.

A Arena do Corinthians registrou público presente de 42.556 pessoas, o que representa um recorde entre jogos de clubes da América do Sul. A torcida aplaudiu as campeãs de pé e ovacionou o técnico Arthur Elias, escolhido recentemente pela CBF para comandar a Seleção Feminina.

Torcida lotou a Neo Química Arena, estabelecendo um recorde sul-americano Torcida lotou a Neo Química Arena, estabelecendo um recorde sul-americano
Créditos: Cris Mattos / CBF

Esta foi a segunda vez que as equipes se enfrentaram numa decisão de Brasileiro. Em 2019, o retrospecto foi diferente. Na ocasião, a equipe de Araraquara derrotou o Corinthians e conquistou o bicampeonato.

De Lima, onde acompanha a Seleção Brasileira Masculina para novo compromisso pelas Eliminatórias do Mundial de 2026, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, parabenizou o Corinthians.

"Parabéns ao Corinthians, a todas as atletas, comissão técnica, diretoria e a toda sua torcida por essa grande e merecida conquista. Estamos orgulhosos de ver mais um recorde de público da América do Sul num jogo do Brasileirão Feminino. Isso nos mostra que a CBF, que estabeleceu também uma premiação recorde para a competição e que conta com a parceria das federações e dos clubes, vai cada vez mais dar protagonismo ao futebol feminino. Parabéns, Corinthians e Ferroviária pela bela festa!"

Arthur Elias e a alegria do dever cumprido com mais um título na carreira Arthur Elias e a alegria do dever cumprido com mais um título na carreira
Créditos: Cris Mattos / CBF

O jogo

O jogo começou digno de uma grande final, com intensidade. A Ferrinha foi a primeira a abrir o placar. Aos 9 minutos, Mylena Carioca aproveitou o cruzamento de Barrinha e balançou as redes da goleira Lelê. Apesar do gol, as Brabas não esmoreceram.

O empate veio depois da cobrança de um escanteio, aos 41 minutos. Ligada no lance, Jheniffer conseguiu um desvio de cabeça dentro da área para igualar o placar.

Jheniffer comemora o gol de empate e o início da reação do Corinthians Jheniffer comemora o gol de empate e o início da reação do Corinthians
Créditos: Cris Mattos / CBF

Nos momentos finais da primeira etapa, o Corinthians pressionou, mas Luciana fez grandes defesas, detendo o ataque alvinegro. 

A segunda etapa

Com mais imposição e volume de jogo, o Corinthians voltou do intervalo disposto a virar logo o placar. E isso se deu aos 12 minutos, quando Tamires aproveitou cruzamento de Millene para concluir.

Tamires fez o gol da virada: o 2 a 1 deu o título ao Corinthians Tamires fez o gol da virada: o 2 a 1 deu o título ao Corinthians
Créditos: Cris Mattos / CBF

A vantagem de 2 a 1 não acomodou o Corinthians. O time manteve o ímpeto, em que pese o brio e valentia das jogadoras da Ferroviária, e seguiu em busca do terceiro gol.

Esbarrou, no entanto, na goleira Luciana, autora de mais uma série de defesas difíceis na segunda etapa.

Julio Avellar (diretor de Competições da CBF), na foto, o mais alto, ao lado de Mauro Silva e Mislaine Scarelli, ambos dirigentes da federação paulista, na entrega da taça ao Corinthians Julio Avellar (diretor de Competições da CBF), na foto, o mais alto, ao lado de Mauro Silva e Mislaine Scarelli, ambos dirigentes da federação paulista, na entrega da taça ao Corinthians
Créditos: Cris Mattos / CBF

A Ferrinha buscava reagir a todo custo e ainda acertou o travessão do Corinthians, numa bola cabeceada por Patrícia Sochor. Mas a conquista do Timão já estava sacramentada. Com direito a muita festa da torcida na Neo Química Arena, reunindo crianças e gente de todas as idades que não conseguiam controlar a emoção e entoavam o hino do clube sem conter as lágrimas.

Corinthians venceu com méritos o aguerrido time da Ferroviária Corinthians venceu com méritos o aguerrido time da Ferroviária
Créditos: Cris Mattos

 

PATROCINADORES

Futebol Brasileiro Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL SEMP TechnoGym StatSports Kin Analytics Globus Italian Excellence