No aniversário da CBF, Ednaldo Rodrigues celebra avanços da entidade

No aniversário da CBF, Ednaldo Rodrigues celebra avanços da entidade

Primeiro negro e nordestino a comandar a entidade máxima do futebol brasileiro, Ednaldo enaltece mudança da imagem da entidade e novas perspectivas da CBF

No aniversário da CBF, Ednaldo Rodrigues celebra avanços da entidade No aniversário da CBF, Ednaldo Rodrigues celebra avanços da entidade
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Na data dos 109 anos de fundação da Confederação Brasileira de Futebol, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, publicou uma mensagem nesta quinta-feira (8) comemorando a transformação da imagem da entidade e reforçou os caminhos pelos quais o Brasil têm que percorrer para o avanço do futebol brasileiro em todas as suas esferas.

Confira a mensagem do Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, sobre os 109 anos da entidade:

A CBF tem uma história que orgulha os brasileiros por ser a Federação mais vencedora do planeta, não só pelas cinco Copas do Mundo e as enormes conquistas da seleção principal, quanto pelas conquistas em todas as divisões e os êxitos em diversos campeonatos mundiais.

A minha missão à frente da CBF é um grande desafio para alguém que nunca imaginou um homem negro e nordestino comandando a entidade. Hoje, a minha retribuição para a CBF está na mudança pela qual a entidade vem passando, afastando para bem longe pessoas que locupletavam, encerrando com contratos lesivos, dando transparência a todos os movimentos da CBF.

Tudo isso resultou também no fim de um ciclo de aparições da CBF na imprensa em páginas policiais e de escândalos, que vinham manchando a imagem e a história de uma entidade centenária.

Deixo claro, nesse momento de celebração, que a CBF mudou e que, na qualidade de presidente, sei exatamente o que não quero fazer. E enfrento com determinação e força as dificuldades diárias que encontro.

A CBF hoje também ganhou um papel de protagonismo e de união em torno de temas importantes e pertinentes no mundo, como o racismo, a diversidade, a inclusão, o respeito, envolvendo as seleções e clubes.

Também nos preocupamos em ampliar a atenção às mulheres no futebol feminino e voltar o nosso olhar aos esquecidos das séries C e D do futebol brasileiro, que passaram a ter voz.

Tudo isso foi feito em pouco mais de um ano, o que prova que, com vontade e determinação, a mudança pode acontecer. Nesse dia de aniversário, o meu dever e de todos da CBF é renovar o compromisso de seguir com mais conquistas. Tudo que obtivemos até aqui ainda é pouco para o que quero e preciso fazer pela CBF. É a maneira que eu tenho de retribuir ao torcedor brasileiro e aos que confiaram em mim para estar aqui.

Trabalhamos com seriedade, transparência e austeridade e assim seguiremos. Foi assim que conseguimos registrar o maior resultado financeiro da história da CBF, e que possibilitou aumentar e muito o investimento no fomento ao futebol. Estes resultados, que passam por uma gestão com transparência e respeito aos clubes e principalmente torcedores, certamente incomodam àqueles que deixaram o controle paralelo da entidade. Embora não se conformem e tentem de todas as formas desestabilizar a entidade, elas foram banidas pela decisão da Justiça e do povo brasileiro.*

Também trabalhamos para retomar as obras do legado da Copa do Mundo de 2014, que ficaram paradas durante anos. Até o final de 2023, vamos entregar oito centros de treinamento, espalhados por vários locais do Brasil.

Temos vários caminhos a desbravar pela frente, entre eles encontrar um treinador para Seleção principal, dentro do cenário atual do futebol. Em breve, essa etapa será cumprida.

Agradeço a todas as federações, todos os clubes de futebol, masculino e feminino, aos parceiros do beach soccer e do futsal. Agradeço também a todos os jornalistas que trabalham com seriedade no nosso país e, principalmente, ao torcedor brasileiro, que é a razão de todo o nosso trabalho.

É momento de comemorar mais um ano da CBF, comemorar a mudança na imagem da entidade, fruto do trabalho e esforço todos os nossos funcionários, colaboradores, parceiros, patrocinadores.

Ednaldo Rodrigues - Presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF)

 

PATROCINADORES

A CBF Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL SEMP TechnoGym StatSports Kin Analytics Globus Italian Excellence