Primeiro dia do Somos Futebol 2019 termina com debate sobre formação

Primeiro dia do Somos Futebol 2019 termina com debate sobre formação

Intercâmbio cultural e de ideias de futebol foi a tônica do debate desta segunda-feira, que reuniu profissionais de Espanha, Inglaterra e Brasil

Primeiro dia do Somos Futebol 2019 termina com debate sobre formação

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Um verdadeiro intercâmbio cultural e de ideias de futebol. Assim foi a tarde de segunda-feira (22) no primeiro dia do Somos Futebol 2019. Estavam reunidos na sede da CBF o coordenador das categorias de base da CBF, Branco, Paulo Bracks, que tem o mesmo cargo no América-MG, Isaac Guerero, diretor técnico de metodologia do Barcelona, e Andrew Mark Williams, consultor da The F.A. (Federação Inglesa de Futebol).

Com diversas realidades representadas nesta escalação, o que se viu durante o evento desta tarde foram explanações de variadas formas de fazer futebol. Isaac Guerrero, por exemplo, falou bastante sobre a filosofia do Barcelona, que vai desde a definição do perfil de treinador para trabalhar com formação, os estilos de abordagem com a garotada e o tipo de jogador que o clube quer desenvolver. 

- Esse evento me parece um grande acerto da CBF. O futebol precisa de formação continuada, de técnicos e gestores preparados, e um seminário como esse contribui muito para a circulação do conhecimento. Para mim, que sou do Barcelona e sei de toda a relação do clube com o país, foi uma honra estar na casa do futebol brasileiro - comentou Isaac Guerrero.

Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Diretor técnico e de Metodologia do Barcelona Isaac Guerrero Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Diretor técnico e de Metodologia do Barcelona Isaac Guerrero
Créditos: Laís Torres/CBF

Com uma realidade completamente oposta em termos de recursos financeiros, Paulo Bracks, do América-MG, passou um pouco das dificuldades que encontra no seu dia a dia. Ele destacou a responsabilidade de, muitas vezes, tirar crianças de sua terra natal, onde têm a convivência com a família, amigos e a própria educação. É o mesmo período, segundo ele ressaltou, em que esse jovem precisa tomar uma decisão importante demais na vida, que é a de buscar ser jogador de futebol profissional. Tudo isso somado à esperança que famílias depositam em seus filhos, questões legislativas e a pressão precoce por resultados.

- Vários gestores de base presentes, muito conteúdo nos debates, creio que tenha sido um evento muito bom. Tivemos nesse painel dois "cases"  de sucesso, que são o Barcelona e as categorias de base da Inglaterra, o que contribui para que o Brasil volte a trilhar o seu caminho de sucesso - disse Paulo Bracks.

Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Diretor das Categorias de Base do América-MG Paulo Bracks Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Diretor das Categorias de Base do América-MG Paulo Bracks
Créditos: Laís Torres/CBF

Quando se fala em resultado nas categorias de base, a Inglaterra é o país a ser batido em 2019. Há dois anos, nos Mundiais Sub-17 e Sub-20, os ingleses se sagraram campeões com equipes organizadas e jogadores de qualidade. Segundo Andrew Mark Williams, fruto de um trabalho que começa ainda nos clubes, com crianças de menos de 10 anos, e que elevou o tempo de treino acumulado do atleta inglês nos últimos anos. Ele ainda levantou um debate sobre quantidade versus qualidade nos treinamentos.

- O futebol evolui e por isso é preciso estar sempre aprendendo, trocando ideias. Ouvir um pouco o que outros países estão fazendo e trazer para a cultura do Brasil, que tem muita matéria prima e uma bela história no futebol, certamente vai contribuir para o futuro do esporte - falou Andrew Mark Williams.

Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Consultor de Categorias de base da Inglaterra Andrew Mark Williams Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Consultor de Categorias de base da Inglaterra Andrew Mark Williams
Créditos: Laís Torres/CBF

Pelo lado da CBF, Branco foi direto, objetivo e sincero, como é a sua marca como jogador e dirigente. Disse que espera trazer os clubes cada vez mais para perto da Seleção Brasileira, abordou temas relacionados à infância, formas mais lúdicas de trabalhar o futebol com as crianças e também questões sociais do Brasil. Ele ainda contou que está preparando um seminário com todos os coordenadores de base das Séries A e B do futebol brasileiro para discutir a formação no país.

- A CBF está de parabéns por esse evento. O futebol está em constante evolução e nós não podemos ficar parados se quisermos colocar o Brasil no lugar que ele merece. Tivemos um primeiro dia de Somos Futebol muito rico, mas a semana inteira será de discussões importantes para o nosso esporte. Acho que o resumo do que falamos neste painel sobre formação, principalmente com as crianças de até 12 anos, é um só: joga bola! - finalizou Branco, coordenador das categorias de base da CBF.

Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Coordenador das divisões de base da CBF Branco Somos Futebol 2019 - Categorias de Base. Coordenador das divisões de base da CBF Branco
Créditos: Laís Torres/CBF

 

 


Veja mais