Rogério Caboclo recebe Anders Pettersson e Giovane Gávio para conversa sobre esportes olímpicos

Rogério Caboclo recebe Anders Pettersson e Giovane Gávio para conversa sobre esportes olímpicos

Na Casa do Futebol Brasileiro, Presidente da Confederação de Desportos de Neve e medalhista olímpico se reuniram com o Presidente da CBF.

Presidente Rogério Caboclo recebe Anders Pettersson, Presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, e Giovane Gávio, bicampeão olímpico Presidente Rogério Caboclo recebe Anders Pettersson, Presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, e Giovane Gávio, bicampeão olímpico
Créditos: Thais Magalhães/CBF

O Presidente da CBF, Rogério Caboclo, recebeu nesta quinta-feira o Presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve, Anders Pettersson, e o ex-jogador de vôlei, Giovane Gávio. Os dois são eleitores no pleito que definirá o presidente e demais integrantes do conselho de administração da entidade, que gere o esporte olímpico brasileiro.


Eles almoçaram com o Presidente Rogério Caboclo na Casa do Futebol Brasileiro, onde depois se reuniram para debater o futuro do esporte olímpico no Brasil. Representante de uma das duas entidades que cuidam dos esportes de inverno no Brasil, Pettersson reforçou as similaridades entre os valores compartilhados entre a CBF e a Confederação Brasileira de Desportos na Neve.

"A CBF também prioriza muito a transparência, querendo desenvolver o esporte, renovar práticas, não viver do passado, implementar melhorias no esporte como um todo. Uma nova visão, que está muito alinhado com o que a Confederação da Neve defende", destacou Pettersson.

Bicampeão de vôlei nas Olimpíadas de 1992 (Barcelona) e 2004 (Atenas), Giovane Gávio é um dos maiores vencedores da história do esporte olímpico brasileiro. O ex-atleta valorizou a oportunidade de discutir o futuro das modalidades com o Presidente da CBF, Rogério Caboclo.

"O futebol, sendo referência, a gente sabe que a CBF está na frente. A gente precisa entender que isso é um ponto a favor para a gente, para todo esse movimento olímpico. Esse momento é muito importante, principalmente nesse momento de pandemia, essa união de esforços do esporte brasileiro é fundamental. Certamente, a CBF tem muito a acrescentar ao esporte olímpico e ao COB, por exemplo, com toda sua experiência, por tudo que ela representa", disse Giovane.