Limite de partidas para transferência de jogadores: o que vale?

Limite de partidas para transferência de jogadores: o que vale?

Diretor de Competições explica regulamento em detalhes

1º Seminário de Operações do Campeonato Brasileiro da Série A 2015

Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

Quantos jogos um atleta pode fazer no Campeonato Brasileiro antes de se transferir para outra equipe que disputa a mesma competição? E se ele ficar no banco? E se entrar só nos acréscimos? Para facilitar o entendimento, o diretor de Competições da CBF, Manoel Flores, esclarece o assunto.

– O limite é de seis partidas. Quem fizer a sétima não pode mudar de time. São contados os jogos em que o atleta entra em campo. Se ficar no banco de reservas e não participar, não conta. Caso leve cartão amarelo ou vermelho, mesmo estando no banco, passa a contar – explica Manoel.

Flores lembra que a regra está no Regulamento Específico do Campeonato Brasileiro da Série A – 2015.

“Artigo 9º – Um atleta poderá ser transferido de um clube para outro durante o campeonato, desde que tenha atuado em um número máximo de seis partidas pelo clube de origem, sendo permitido que cada atleta mude de clube apenas uma vez.

Parágrafo único – Cada clube poderá receber até cinco atletas transferidos de outros clubes do campeonato da Série A. De um mesmo clube da Série A, somente poderá receber até três atletas.”