CBF participa de programa sobre segurança no entorno do Maracanã

CBF participa de programa sobre segurança no entorno do Maracanã

Junto ao Ministério Público do Rio de Janeiro e 16 órgãos e instituições, entidade integra grupo de prevenção e trabalho já começa a dar resultados

Maracanã - Rio de Janeiro Maracanã - Rio de Janeiro
Créditos: Portal da Copa

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, através do Grupo de Atuação Especializada do Desporto e Defesa do Torcedor (GAEDEST/MPRJ), criou um Grupo de Trabalho para tratar segurança em dias de jogos no entorno do Estádio do Maracanã. Preocupada com o bem estar do torcedor, a CBF faz parte do GT - Maracanã, nome dado ao grupo, que é constituído também por representantes técnicos indicados por integrantes do Grupo de Apoio Técnico Especializado do MPRJ – GATE, CBF, FERJ, GEPE/PMERJ, Secretaria Municipal de Ordem Pública – SEOP, Guarda Municipal, CET-RIO, Consórcio Maracanã, Rota Gestão e Produção de Eventos, Flamengo e Fluminense, Metrô-Rio, Supervia, CCU, SMASDH, CFER, Vigilância Sanitária e COMLURB, entre outros.

O GT – Maracanã teve como primeira fase do trabalho desenvolver um planejamento modelo para ações de segurança no Estádio do Maracanã considerando critérios tais como: expectativa de público, importância da partida, clubes envolvidos, histórico das torcidas, efetivos empregados pelas forças de segurança pública e privada, sistemas de transportes, horários e dias dos jogos.

Após discussões e análises, foram estabelecidas conjuntamente responsabilidades e atribuições de cada órgão envolvido, em seguida, também foram elaborados planos de ação para segurança do torcedor envolvendo cenários contemplando a expectativa de público dentro das faixas de 20 mil, 40 mil, 60 mil e 70 mil torcedores, que servirão como base de planejamento para futuras partidas no Maracanã.

No último dia 11, os Promotores Claudio Varela e Marcos Kac, respectivamente Coordenador e Membro do GAEDEST/MPRJ, junto com o Presidente da FERJ, Rubens Lopes, estiveram na sede da CBF para apresentar os resultados, e destacaram que todas as ações não são rígidas e permanentes, mas sim balizadoras para tomada de decisão e planejamento para garantir a segurança do torcedor jogo a jogo.

A partir do mês de outubro serão realizadas novas reuniões do GT – Maracanã no MPRJ para aprimoramento do trabalho, visando a elaboração de um manual de protocolos de atuação dos órgãos para as várias categorias de jogos, divididas em códigos com as cores vermelha, laranja, amarela e verde de acordo com seu nível de importância/risco, o que será oportunamente informado à mídia e à população em geral para conhecimento das providências adotadas.


Veja mais