CBF lamenta falecimento de Wilson Paim, referência da arbitragem brasileira

CBF lamenta falecimento de Wilson Paim, referência da arbitragem brasileira

Jogos da rodada de fim de semana do Campeonato Brasileiro tiveram minuto de silêncio dedicado ao ex-árbitro assistente do quadro da CBF.

Wilson Paim dedicou o trabalho de uma vida à arbitragem brasileira e se tornou referência nacional, sobretudo na Bahia. Wilson Paim dedicou o trabalho de uma vida à arbitragem brasileira e se tornou referência nacional, sobretudo na Bahia.
Créditos: Reprodução

Com profundo pesar, a Confederação Brasileira de Futebol recebeu, nesse domingo (28), a notícia do falecimento de Wilson Paim, ex-árbitro assistente da CBF e Ex-Presidente da Comissão Estadual de Arbitragem da Federação Baiana, aos 79 anos de idade.

Em homenagem aos serviços prestados ao futebol nacional, todos os jogos desse domingo da Série A do Campeonato Brasileiro respeitaram um minuto de silêncio e tiveram, em seus relatórios, o nome de Wilson do Espírito Santo Paim registrado.

Referência na Bahia, Wilson dedicou uma vida ao fomento e desenvolvimento da arbitragem brasileira. Aos 20 anos, iniciou sua carreira como árbitro assistente dentro dos gramados, quando compunha o quadro de profissionais da CBF. Com ímpeto e destreza, permaneceu na função até os 55 anos, quando se despediu em um clássico Ba-Vi.

Fora das quatro linhas, Paim não deixou de alavancar sua maior paixão. Após pendurar a bandeirinha, ingressou na Comissão Estadual de Árbitros de Futebol (CEAF-BA), e chegou a presidí-la durante o mandato do atual Presidente em Exercício da Confederação Brasileira de Futebol, Ednaldo Rodrigues, na Federação Baiana de Futebol (FBF). Posteriormente, ao deixar o cargo, Wilson se tornou Presidente de Honra da CEAF.

"Wilson Paim, para mim foi um pai, irmão, tio, amigo, conselheiro, companheiro, um ser humano digno, honesto, leal e amigo dos amigos. Descansa em paz meu companheiro e que Deus possa conceder o conforto e resignação aos seus familiares e amigos", disse Ednaldo, em entrevista ao jornal A Tarde.

A CBF, sua diretoria e seus colaboradores lamentam profundamente o falecimento de Wilson Paim e, em nome de toda a comunidade do futebol brasileiro, estendem votos de força e solidariedade a seus amigos e familiares.