Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas

Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas

Apoio também contemplará o Campeonato Brasileiro Feminino A-1, que contará com novo naming rights para as próximas quatro temporadas.

Neoenergia é anunciada como a nova patrocinadora exclusiva à Seleção Brasileira Feminina e ao Brasileirão Feminino A-1 Neoenergia é anunciada como a nova patrocinadora exclusiva à Seleção Brasileira Feminina e ao Brasileirão Feminino A-1
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Neoenergia é a primeira patrocinadora exclusiva das Seleções Brasileiras Femininas. O anúncio foi feito nesta terça-feira (01), na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro, pelo Presidente da CBF, Rogério Caboclo, e pelo CEO da Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle.

O patrocínio inédito firmado pela Diretoria Comercial da CBF é mais um passo no fomento do futebol feminino no Brasil e uma conquista do grande desempenho das mulheres dentro das quatro linhas. Além das Seleções Brasileiras Femininas, a Neoenergia estampará a nova marca da principal competição nacional entre clubes, que passará a se chamar Brasileirão Feminino Neoenergia.

O contrato entre a CBF e a Neoenergia vai até 2024 e prevê a exibição da marca no uniforme de treino da Seleção Feminina, ações promocionais e ativações nas redes sociais das Guerreiras do Brasil. A empresa de energia acompanhará as Seleções Brasileiras Femininas, adulta e de base, em momentos importantes como a reta final da preparação para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Copa América Feminina 2022, os Campeonatos Sul-Americanos de Base, a Copa do Mundo Feminina 2023 e os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

Além da nova marca no nome oficial do Brasileirão Feminino, a Neonergia estará presente nas placas de publicidades no entorno do gramado de todos os jogos e backdrops. Além disso, poderá fazer ativações durante os intervalos das partidas (assim que permitido pelas autoridades sanitárias) e ações nas redes sociais da competição.

"Essa parceria com a Neoenergia significa também termos ao nosso lado uma das maiores empresas de energia do país e do mundo, e que vai conjugar o apoio ao futebol feminino com as causas da igualdade e da sustentabilidade, fortalecendo aquilo que já sabemos, que é a enorme força social e de engajamento do nosso esporte", afirma Rogério Caboclo, Presidente da CBF.

Neoenergia é anunciada como a nova patrocinadora exclusiva à Seleção Brasileira Feminina e ao Brasileirão Feminino A-1 Solange Ribeiro, Diretora Presidente Adjunta da Neoenergia, e Lorenzo Perales, Diretor Comercial da CBF
Créditos: Thais Magalhães/CBF

“Nós, que sabemos muito de redes elétricas, queremos traçar outra rede, invisível, mas igualmente sólida, para unir todos aqueles que contribuem para avançar rumo à plena igualdade em um âmbito de tanto impacto quanto o esporte. Apostamos nessa ação de apoio ao esporte feminino com a convicção de que lutamos pela igualdade de oportunidades. Acreditamos na igualdade em todos os campos e compartilhamos com essas jogadoras os mesmos valores como esforço, superação, profissionalismo, trabalho em equipe. Essas esportistas são o espelho em que miram muitos homens e mulheres, são exemplos para tantas outras que veem no esporte uma janela de oportunidades de mudança social. Além de ser um direito primordial, a igualdade também é um dos fundamentos essenciais para construir um mundo mais próspero para todos”, exalta Mario Ruiz-Tagle, CEO da Neoenergia.

A parceria entre Neoenergia e CBF reafirma o compromisso das duas empresas em oportunizar e igualar diferenças históricas entre homens e mulheres no mercado de trabalho. Esses valores juntos darão subsídios para que as atletas das Seleções Femininas e que disputam o Brasileirão Feminino possam ter as melhores oportunidades ao longo da sua formação profissional.

Este também é mais um projeto da Neoenergia e o Grupo Iberdrola que apoia o esporte feminino no mundo, com mais de mais de 330 mil atletas subsidiadas em diversos países, o que torna a empresa espanhola a maior incentivadora da mulher no esporte na Europa.

Neoenergia é anunciada como a nova patrocinadora exclusiva à Seleção Brasileira Feminina e ao Brasileirão Feminino A-1 Contrato da CBF com a Neoenergia vai até dezembro de 2024
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Sobre as Seleções Brasileiras Femininas:

São três as Seleções Brasileiras Femininas: Principal, Sub-20 e Sub-17. Cada uma delas conta com comissão técnica fixa e apoio incondicional da Diretoria da CBF. Em 2020, inclusive, o presidente da entidade, Rogério Caboclo, anunciou a equiparação de premiações e pagamentos entre as equipes femininas e masculinas.

Atualmente, a Seleção Brasileira Feminina é comandada pela sueca Pia Sundhage. Contratada pela CBF em 2019, ela tem na bagagem a conquista de duas medalhas de ouro em Jogos Olímpicos, feito que ela espera repetir com a Amarelinha nas Olimpíadas de Tóquio. Em 2020, a ex-jogadora Duda Luizelli, com passagens pela Seleção, assumiu a coordenação da Seleções Brasileira, que ainda contam com Jonas Urias no Sub-20 e Simone Jatobá no Sub-17.

Sobre o Brasileirão Feminino:

Organizado e custeado pela CBF, com apoio do Fundo de Legado da Copa do Mundo FIFA 2014, o Brasileirão Feminino reúne 16 clubes em sua divisão de elite. Após 15 rodadas da primeira fase e da disputa das quartas de final, a principal competição do futebol feminino do país entra agora em suas fases decisivas.

Desde 2013, quando passou a ter esse nome, as equipes campeãs foram o Centro Olímpico (2013), a Ferroviária (2014), o Rio Preto (2015), o Flamengo (2016), o Santos (2017), o Corinthians (2018), Ferroviária (2019) e Corinthians (2020). Na edição passada, o Brasileirão Feminino alcançou números expressivos triplicando o número de audiência em relação a 2019, passando de 107.305 views, para 319.771 views, em 2020. 

Nesta quarta-feira (02) a competição inicia sua 12º rodada. A primeira fase conta com mais três rodadas, antes da pausa para a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A reta final está prevista para iniciar em agosto, com início das disputas de quartas de final, semifinal e final. 

Sobre a Neoenergia:

Companhia de capital aberto com ações (NEOE3) negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Parte do grupo espanhol Iberdrola, a empresa atua no Brasil desde 1997, sendo atualmente uma das líderes do setor elétrico do país. Presente em 18 estados e no Distrito Federal, seus negócios estão divididos nas áreas de geração, transmissão, distribuição e comercialização. As suas distribuidoras, Coelba (BA), Celpe (PE), Cosern (RN), Elektro (SP/MS) e CEB-D (DF) atendem a mais de 15 milhões de clientes, o equivalente a uma população superior a 37 milhões de pessoas.