Rodada do Pernambucano conta com número recorde de mulheres na arbitragem

Rodada do Pernambucano conta com número recorde de mulheres na arbitragem

Para a rodada de número 7 do Campeonato Pernambucano, cinco profissionais mulheres foram escaladas para atuar dentro de campo - um recorde na Federação.

Escala de arbitragem histórica em Pernambuco Escala de arbitragem histórica em Pernambuco
Créditos: Federação Pernambucana de Futebol

O futebol pernambucano deu um importante passo rumo à igualdade de gênero no esporte na última semana. Em audiência realizada na última sexta-feira (9), no salão nobre da Federação Pernambucana (FPF), a Comissão Estadual de Arbitragem (Ceaf-PE) escalou cinco profissionais mulheres em uma única rodada da Série A1 Estadual. O número é um recorde de presença feminina na arbitragem da região. A árbitra Déborah Cecília e as assistentes Danielle Andrade, Elayse Juliana, Karla Santana e Priscila Fernandes foram as escolhidas para o momento histórico. 

“Estamos muito felizes com o recorde, mas enxergamos como algo natural. Gostaríamos de parabenizar o trabalho realizado pela Comissão”, afirmou o presidente da FPF Evandro Carvalho. 

As profissionais contempladas foram escaladas para a rodada de número 7 do Campeonato Pernambucano, que começou no último domingo (11) e se estende até a próxima quarta-feira (21). Para o presidente da Comissão, Sebastião Rufino Filho, o princípio de igualdade é fundamental para o crescimento da participação feminina na arbitragem.

“Essa é a nossa filosofia. Da mesma forma que incentivamos, nós também cobramos. O respeito sempre estará em primeiro lugar”, frisou.

Escala de arbitragem histórica em Pernambuco Escala de arbitragem histórica em Pernambuco
Créditos: Federação Pernambucana de Futebol
 

Uma das cinco mulheres escaladas, inclusive, já entrou em campo pela rodada 7 de Pernambucano. Déborah Cecília foi responsável por apitar o duelo entre Retrô e Náutico, que terminou em vitória por 4 a 1 a favor do Timbu. Peça-chave em um momento histórico, a árbitra FIFA comemorou o feito e agradeceu aos envolvidos.

“O sentimento é de gratidão pela Comissão Estadual e Nacional, Federação, ANAF e até mesmo a imprensa. Agradecemos a todos aqueles que apoiaram, e apoiam, a nossa causa”, ressaltou Déborah.

Tom semelhante ao adotado por Karla Santana, assistente. A bandeira afirmou que a iniciativa, assim como a representatividade do momento é motivo de orgulho para todos.

“Todo o nosso esforço seria em vão se existissem pessoas que não confiavam em nós. Então, deixo aqui o meu muito obrigado ao Dr. Evandro, Salmo Valentim, Sebastião Rufino Filho, Erich Bandeira, Chico Domingues e todos os outros”, destacou. 

“Competência não tem gênero”. Foi com essa frase que o presidente da Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (ANAF), Salmo Valentim, parabenizou a escala de arbitragem da rodada histórica do Campeonato Pernambucano Série A1.