Médicos da Seleção detalham etapas pré e pós-jogos

Médicos da Seleção detalham etapas pré e pós-jogos

Fábio Mahseredjian, Rodrigo Lasmar, Ricardo Sasaki e Guilherme Passos apresentaram uma visão multidisciplinar sobre a área médica da equipe brasileira

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Fabio Mahseredjian

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Dr Rodrigo Lasmar

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Dr Rodrigo Lasmar

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Dr Rodrigo Lasmar

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Dr Rodrigo Lasmar

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Ricardo Sasaki

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Ricardo Sasaki

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Ricardo Sasaki

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Ricardo Sasaki

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Guilherme Passos

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF - Guilherme Passos

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF

III Simpósio de Educação Continuada da CNMF

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O trabalho do departamento médico da Seleção Brasileira foi o tema do segundo módulo de palestras do 3º Simpósio de Educação Continuada da Comissão Nacional de Médicos do Futebol. Com a coordenação do preparador físico Fábio Mahseredjian, o médico Rodrigo Lasmar, o fisioterapeuta Ricardo Sasaki e o fisiologista Guilherme Passos apresentaram uma visão multidisciplinar sobre a área médica da equipe brasileira, do período pré-convocação ao campo de jogo.

Mahseredjian explicou o papel de cada profissional da área médica da Seleção Brasileira durante todo o ciclo que envolve o departamento: pré-convocação, a convocação, logística, período de treinamento antes da apresentação, treinamento durante o período convocatório, o jogo, a recuperação pós-jogo e o relatório produzido pós-período convocatório.

– Todos os clubes têm que ter a informação de como nós trabalhamos aqui e temos que discutir os procedimentos. Se alguém tiver alguma opinião que possa nos ajudar, estamos completamente abertos a ouvir e implantar. Educação nada mais é que a troca de informação. E ela que faz com que a gente cresça. Temos que estar preparados para os novos conhecimentos – disse.

O preparador físico detalhou os procedimentos adotados na recuperação dos atletas no pós-jogo, como cuidados com a alimentação, hidratação adequada e a qualidade do sono. Fábio apresentou estudos sobre equipamentos usados atualmente para auxiliar nos processos de recuperação. Alguns, apesar de não terem comprovação científica, são muito bem aceitos pelos atletas. Fábio citou como exemplos objetos para liberação miofascial (os rolinhos), meias e calças de compressão e bolsas de drenagem.

Médico da Seleção Brasileira desde 2001, Rodrigo Lasmar deu sequência a apresentação e também ressaltou sobre a necessidade de uma intensa troca de informações entre clubes e Seleção Brasileira. O médico justifica com estatísticas que mostram o número de desconvocações desde 2014.

– Esses números nos mostram o quanto somos dependentes das informações dos clubes. Tite gosta disso. Ele administra as informações para a tomada de decisões. É por isso que quando estamos juntos nós fazemos muitas reuniões – contou Lasmar.

O fisioterapeuta Ricardo Sasaki pontuou a integração entre o departamento médico e todos os membros da comissão técnica. Apresentou números dos atendimentos aos atletas convocados nos últimos 12 jogos do Brasil e salientou o método de trabalho dos profissionais da Seleção Brasileira.

– Uma coisa que mais me chamou atenção nas convocações foi a nossa relação interpessoal entre atletas e todo os profissionais. A gente sabe que vão surgir problemas, mas teremos várias soluções. É sempre uma garantia de aprendizado trabalhar com uma equipe formada por tantos profissionais de excelência – elogiou Sasaki.

O fisiologista Guilherme Passos encerrou a apresentação da equipe médica da Seleção Brasileira. Ele deu um panorama sobre o que vem sendo desenvolvido dentro da CBF na área da fisiologia e adiantou que um projeto de criação de um centro de excelência na Granja Comary está em andamento. Passos contou que o trabalho da fisiologia ajuda muito na elaboração dos treinamentos adequados no período de preparação e que estudos científicos recentes dão suporte para os profissionais. 

A programação do evento continua durante a terça-feira (24) e termina nesta quarta-feira (25). Ao todo, são 8 módulos com diferentes temas da área médica esportiva como tratamento de lesões, doping, concussões e fraturas.

MAIS SOBRE O 3º SIMPÓSIO DE EDUCAÇÃO CONTINUADA DA CNMF:

Lesões em membros superiores, tronco e bacia: especialistas falam sobre o assunto

Marco Polo Del Nero abre o 3º Simpósio Médico