Michele, Tati, Ana Lúcia e Emily fazem cursos da CBF Academy

Michele, Tati, Ana Lúcia e Emily fazem cursos da CBF Academy

Comandantes de Internacional, Santos e Ponte Preta, além da analista de desempenho do Corinthians, realizam os cursos da Licença A e PRO

Tatiele Silveira_tecnica do Internacional

Créditos: Laura Zago/CBF

As mulheres também marcam presença nos cursos da CBF Academy que vem acontecendo desde o dia 4 de dezembro. Michele, auxiliar técnica e analista de desempenho do Corinthians, e Tati, treinadora do Internacional, são dois nomes importantes do futebol feminino brasileiro que estão realizando o curso da Licença A. Quem também se junta as duas é Ana Lúcia, técnica da Ponte Preta. Além delas, a treinadora do Santos, Emily Lima, está fazendo a Licença PRO. 

A comandante do Colorado já possui uma longa experiência na carreira até virar treinadora. Tatiele jogou por quase 10 anos no clube gaúcho, depois pendurou as chuteiras e decidiu estudar. Se formou na Licença B, foi auxiliar da Seleção Brasileira Sub-17 em 2016 e chegou ao Internacional no ano passado. Neste ano, levou seu time até a semifinal do Brasileirão Feminino A-2.  Tati destacou a importância do crescimento de mulheres fazendo as Licenças e da troca de experiências entre o futebol feminino e masculino.

— Eu acho que quando eles conhecem um pouco da nossa história, da nossa dificuldade, de como foi pra fazer o futebol feminino acontecer, eles acabam sendo transmissores dessa nossa luta porque conhecem pessoalmente a gente que está aqui e também essa troca de informações. E acaba que o próprio clube que eles estão trabalhando pode estar retomando o futebol feminino e vai ter uma referência pra gente estar sempre trocando ideias e compartilhando conhecimento - comentou a treinadora do Inter.

Michele Kanitz, auxiliar técnica e analista de desempenho do Corinthians, na aula da Licença A Michele Kanitz, auxiliar técnica e analista de desempenho do Corinthians, na aula da Licença A
Créditos: Laura Zago/CBF

Outra personagem de destaque no cenário nacional é a auxiliar técnica Michele Kanitz, do Corinthians. Ela que agora também desempenha a função de analista de desempenho no Timão, foi treinadora da Ferroviária até o ano passado, e falou sobre o que o curso da Licença A agrega para o seu atual cargo.

— É muito produtiva essa troca de informações principalmente com trabalhos diferentes, de conceitos diferentes que os próprios treinadores que já estão aqui e, principalmente, com os profissionais que estão vindo contribuir com as aulas a gente consegue tirar bastante detalhe e uma visão diferente do que a gente vem trabalhando pra poder acrescentar no trabalho de analista - disse Michele. 

 


Veja mais