Licença PRO tem o primeiro intercâmbio na Granja

Licença PRO tem o primeiro intercâmbio na Granja

Atual técnico do Chile e ex-comandante do Flamengo falou sobre as equipes sul-americanas na Copa do Mundo da Rússia

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Abertura do Curso de Licença PRO na Granja Comary - CBF Academy

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Além dos professores brasileiros, a Licença PRO da CBF Academy conta com alguns instrutores estrangeiros. Ao longo dos 11 dias de aula, passarão pela Granja Comary membros da Federação Francesa de Futebol, da Federação Italiana e também Federação Alemã. Esse intercâmbio começou já nesta quarta-feira (5), com a aula do colombiano Reinaldo Rueda.

Técnico do Chile no momento, ele traz na bagagem um título de Libertadores em 2016 e uma Recopa Sul-Americana em 2017, ambos com o Atlético Nacional, campanhas de destaque com seleções latinas, como classificações para Copa do Mundo com Equador e Honduras, além de uma passagem pelo Flamengo.

Na aula desta quarta-feira, diante de técnicos que ele mesmo definiu como "alguns dos melhores do Brasil", ele falou sobre a participação das equipes sul-americanas na Copa do Mundo da Rússia 2018. Com vídeos e muita interação, sem nenhuma barreira pela questão do idioma, ele analisou a participação dos países e fez observações pontuais.

- Quero parabenizar a CBF por esta organização, por esta liderança na formação de treinadores. Creio que é algo muito positivo. Todos os dias temos que evoluir, aprender e acredito que o Brasil sempre foi uma referência. Vai ser muito bom para os técnicos brasileiros reordenar suas ideias, toda a experiência prática com a teórica e acadêmica. Esse sistema de Licenças motiva o treinador a seguir subindo de nível - elogiou. 

Outro ponto importante de sua aula foi a diferença de abordagem com seleções e clubes. Segundo ele, o mais complicado quando se trata de dirigir um país está na formatação de um estilo de jogo. Isso porque os atletas chegam com o DNA de seus clubes, mentalidades e estratégias de jogo diferentes. Colocar tudo num mesmo esquema é o desafio, mas que pode ter algumas similaridades em alguns casos.

- A dinâmica depende muito do clube, porque se você estiver em clube de alto nível, que disputa muitas competições simultâneas, aí é muito parecido com uma seleção. Porque você está sempre preparando o time para o próximo jogo. Se é um time que faz menos partidas, com uma semana de trabalho entre os confrontos, aí sim é muito diferente - explicou.

Rueda deixou a Granja Comary com a sensação de dever cumprido, mas também muito agradecido a CBF Academy. Para ele foi uma honra poder passar a tarde de trocas com tantos técnicos e ex-jogadores.

- Quero agradecer a CBF e ao Maurício (Marques, coordenador técnico do curso) por essa oportunidade. Uma tarde como essa é única. Para mim é importante seguir sempre reaprendendo - finalizou.