Agora técnico, Elano se aprimora na Licença B

Agora técnico, Elano se aprimora na Licença B

Entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro, ex-jogador esteve com a turma da Licença B para aprimorar conhecimentos e seguir na carreira de treinador

Licença B foi realizada entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro, na Federação Paulista e no CT do Palmeiras.

Licença B foi realizada entre os dias 27 de janeiro e 7 de fevereiro, na Federação Paulista e no CT do Palmeiras.

Créditos: CBF Academy

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Créditos: CBF Academy

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Créditos: CBF Academy

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Créditos: CBF Academy

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Elano durante aula da Licença B da CBF Academy.

Créditos: CBF Academy

O ano de 2017 foi intenso para Elano. Após a aposentadoria dos gramados no final de 2016 com a camisa do Santos, o jogador recebeu o convite para ingressar na comissão técnica do clube. Já com um pensamento em seguir no futebol como treinador, Elano aceitou o desafio de ser auxiliar-técnico da equipe principal.

– Com vinte anos de carreira como jogador de futebol, chegou um momento que eu já estava desgastado da rotina de atleta. Aí veio o convite da diretoria do Santos para continuar no clube mesmo após a aposentadoria. E assim eu comecei a iniciar um novo trabalho dentro do futebol – recorda.

Paulistano, natural de Iracemápolis/SP, Elano iniciou a trajetória vitoriosa no futebol com a camisa do peixe e por lá conquistou dois brasileiros (2002 e 2004), uma Libertadores (2011) e quatro paulistas (2011, 2012, 2015 e 2016). Com a camisa da Seleção Brasileira, Elano possui uma Copa América (2007) e uma Copa das Confederações (2009). Vestiu a amarelinha no Mundial de 2010, porém sofreu uma lesão, na fase de grupos, que o tirou do restante da competição. O ex-jogador ainda teve passagens pelo Flamengo, Grêmio, Shakhtar Donetsk, Manchester City, Galatasaray, Chennaiyin (Índia).

A transição de jogador para a comissão técnica trouxe desafios para Elano. Após a saída de Dorival Júnior em junho, assumiu o time principal, que estava numa situação complicada, por dois jogos durante o Campeonato Brasileiro e venceu as partidas. Com a demissão de Levir Culpi, o ex-jogador comandaria novamente a equipe nas setes partidas restantes da competição.

– Ganhei muito trabalhando no clube como auxiliar-técnico ao lado do Dorival e do Levir Culpi. Passamos por momentos positivos e negativos que me ensinaram a crescer e evoluir. No todo, o ano teve um saldo muito positivo por ter sido a minha primeira experiência. Agora, espero continuar fazendo os cursos e aprimorar o meu trabalho – disse. 

O olhar de jogador de futebol profissional ajuda na construção da nova carreira, mas isso não é motivo para descansar. Após dispensa do Santos no início do ano, Elano usou o tempo para cursar a Licença B da CBF Academy, realizada em São Paulo de 27 de janeiro a 7 de fevereiro. Elano deseja aprimorar os conhecimentos no exterior. 

– O que me motiva é esse aprendizado fora dos gramados que a CBF está proporcionando. Cheguei aqui com várias referências boas de quem já fez o curso. Tem sido extremamente importante porque eu estou tirando dúvidas sobre o que eu acho e o que devo fazer. Muitas coisas estão me dando um direcionamento daquilo que eu posso fazer, que se ajusta ao meu estilo e personalidade. Pretendo continuar estudando. O nosso futebol quem ganha com tudo isso – concluiu.