Curso Gestão de Futebol promove debate com Ney Franco e Marcelo Barreto

Curso Gestão de Futebol promove debate com Ney Franco e Marcelo Barreto

Treinador e apresentador participaram do encontro de encerramento da turma XIV do curso

Ney Franco, Ricardo Alves e Marcelo Barreto em mesa de discussão Ney Franco, Ricardo Alves e Marcelo Barreto em mesa de discussão
Créditos: Valentina Rêgo Monteiro/CBF Academy

No último sábado (13), Ney Franco e Marcelo Barreto participaram do Encontro Final da Turma XIV do curso Gestão de Futebol da CBF Academy. O evento foi realizado no Clube da Aeronáutica, no Rio de Janeiro.

A abertura do evento ficou por conta do mentor da turma, Luis Fernando Pessoa, que agradeceu a presença dos alunos e reforçou a importância do encontro.

Com mediação do coordenador do curso, Ricardo Alves, o treinador e o apresentador dos canais SporTV debateram, durante quase duas horas, sobre o tema "Gestão no Futebol: Navegando pelas Transformações e Perspectivas Futuras".

Iniciando a discussão pelo tema das Sociedades Anônimas de Futebol (SAFs), Barreto compartilhou sua análise sobre oportunidades e riscos desta tendência já presente no futebol brasileiro. Só na Série A do Brasileirão de 2024, oito dos 20 clubes que disputam o campeonato se tornaram SAFs, o que representa 40% do total.

Os debatedores também falaram sobre a integração da tecnologia na análise de desempenho e mercado. Franco expôs sua visão sobre as tendências e instigações para o treinador de futebol nos próximos anos no que diz respeito à montagem de elencos competitivos.

A conversa teve como objetivo debater sobre os desafios e oportunidades que os profissionais de gestão irão enfrentar a cada temporada, de forma que eles se tornem capazes de entender e se adaptar às transformações que moldam a indústria no dinâmico cenário do futebol contemporâneo.

Ao final da mesa de discussão, a turma conversou com os profissionais, tirou fotos e entregou presentes.

Turma XIV do Curso Gestão de Futebol da CBF Academy
Créditos: Valentina Rêgo Monteiro/CBF Academy

Em conversa com a equipe da CBF Academy, Ney Franco agradeceu o convite e reforçou a importância destes temas serem debatidos. O treinador afirmou ainda que a conversa foi um momento proveitoso e que o proporcionou fazer uma reciclagem.

“Vir a estudar tudo isso para uma pessoa que quer ser um gestor de futebol, conhecer todos esses detalhes, o todo do que é desenvolvido na parte acadêmica é muito importante. A gente sabe que a parte teórica faz parte da formação de qualquer profissional. [...] Espero ter contribuído com a minha fala. Trouxe experiências que eu tenho em categorias de base, no profissional de Clubes da Série A do Futebol Brasileiro e também na Seleção Brasileira”, disse Franco.

Já Marcelo Barreto salientou que considera muito rica a troca com profissionais de outras áreas, o que difere do seu dia a dia de debate com jornalistas, e que esta oferece a ele novas maneiras de pensar. Ainda segundo ele, a formação do gestor de futebol é muito importante para a profissionalização dos Clubes.

“O Clube de futebol precisa ser tocado com profissionalismo, com especialização. Eu acho sim que (a profissionalização) é um caminho sem volta e acho que quem está se formando neste curso tem o desafio de ligar essas duas pontas: o lado da paixão do torcedor com o lado da profissionalização do clube”, afirmou Barreto.

Entre os alunos, estavam profissionais de seis diferentes Estados brasileiros e das mais diversas áreas de atuação e organizações, como Federações, Clubes, empresas do ramo de finanças, auditoria e bens de consumo.

“O nosso curso é bem dividido. A gente tem uma metade da turma que já trabalha com futebol e que vem do futebol, como ex-jogadores e pessoas que trabalham dentro da gestão na área de marketing e alguns ate da área do direito esportivo. E temos também um número muito grande também de pessoas fazendo a transição, ou seja, que estavam em outras carreiras e querem efetivamente trabalhar com futebol”, comentou o coordenador do curso, Ricardo Alves.

Marco Antonio Tristão é um destes profissionais. Antes Chief Financial Officer (CFO) da IBM Brasil, Tristão hoje também empreende no futebol enquanto gestor do CEFAT, Centro de Treinamento em Niterói, no Rio de Janeiro.

“Eu acho que conhecimento adquirido vai ser fundamental nessa transição de carreira, nessa entrada no mundo do futebol. O curso te deixa muito mais preparado, o corpo docente bastante diverso te abre horizontes em diversos campos e te prepara muito mais, te deixa com muito mais estofo para essa nova função”, disse Tristão.

O encerramento da manhã de apresentações ficou por conta de Sergio Pugliese, idealizador do Museu da Pelada que apresentou seu projeto para a turma.

Ao final do encontro, a turma confraternizou em um almoço.

Sérgio Pugliese apresentando seu projeto, o Museu da Pelada
Créditos: Valentina Rêgo Monteiro/CBF Academy


Veja mais

PATROCINADORES

A CBF Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL Semo Technogym Core Laser Mectronic Kin Analytics