Cuca inaugura ciclo de palestras premium para renovação de licença

Cuca inaugura ciclo de palestras premium para renovação de licença

Evento, que terá ainda três outros convidados nas próximas semanas, contou com o campeão brasileiro em sua inauguração

CBF Academy CBF Academy
Créditos: Divulgação/ CBF

Na noite desta segunda-feira (4), mais de trezentos treinadores das turmas de Licença A e PRO da CBF Academy assistiram à uma palestra ministrada pelo atual campeão brasileiro e da Copa do Brasil Cuca. Durante sua fala, o treinador contou com o apoio de Eudes Pedro, seu auxiliar técnico desde 2005 e homem de confiança.

A palestra de Cuca faz parte de um ciclo de palestras premium promovido pela unidade educacional da CBF para renovação da permissão dos treinadores possuidores das Licenças A e PRO.

Segundo Maurício Marques, coordenador da Escola Técnica, “a iniciativa das palestras surgiu como forma de promover a troca entre os treinadores de alto nível do futebol brasileiro. Essa conexão que a CBF Academy proporciona é muito importante para ajudar os treinadores a trocar conhecimento entre eles e manterem-se sempre atualizados. Além disso, é claro, o ciclo de palestras serve também para a renovação das Licenças A e PRO.”

Durante quase duas horas, Cuca conversou com os técnicos, tirou dúvidas e expôs o case do vitorioso ano de 2021, quando conquistou o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil com o Atlético-MG, tornando-se o treinador mais vitorioso do Galo em seus 113 anos de história.

A palestra girou em torno de temas como o modelo de jogo adotado pelo treinador, treinamento de bola parada, construção ofensiva, recuperação pós perda e preleção. Cuca também trouxe exemplos práticos dos treinos apresentados com aplicação em partidas oficiais. Ao ser perguntado sobre sua organização de treinos semanal, disse:

“Se eu tiver uma semana cheia pra trabalhar, lógico que eu tiro um dia pra fazer dois períodos, provavelmente quarta-feira: faz de manhã um treino mais forte de musculação e à tarde você faz um trabalho técnico. [...] Eu bati falta, bati escanteio, sofri falta, sofri escanteio, eu armei contra-ataque, levei contra-ataque. [...] Trabalhando essas 6 situações eu faço tudo que um jogo me pede, menos o lateral. [...] Eu, quando tenho tempo pra fazer esse trabalho, acho que esse é o melhor trabalho que existe pra trabalhar as duas equipes.”

Quando o assunto é incentivo, Cuca ainda brincou: “Eu motivo os caras. Eu pago churrasco quando fazem gol de jogada ensaiada. Então, às vezes eles fazem o gol pra ganhar churrasco, sabe. Mas não faz mal, eu pago de bom gosto e vou junto!”

Entre os alunos ouvintes estavam treinadores de todas as divisões do cenário nacional, como Maurício Barbieri, Lisca, Tiago Nunes, Odair Hellmann, Cristóvão Borges, Pintado, e muitos outros.

“É elogiável a iniciativa da CBF Academy pois ela mantém todos os treinadores brasileiros envolvidos: os que já concluíram suas licenças e os que ainda estão em andamento, mantendo um nível de atualização constante, de troca, de compartilhamento. E a gente enxerga a busca pela evolução, crescimento e atualização, e esse é o primeiro passo pra que a gente possa se fortalecer como classe e melhorar, de maneira consequente, o futebol brasileiro”, disse Tiago Nunes.

O treinador, quatro vezes campeão com o Athletico Paranaense, também destacou os processos de gestão do grupo de atletas que Cuca utiliza no que tange a relação titular-reserva, além da relação de uma equipe vencedora fazendo com que todos os atletas se sintam importantes e valorizados durante a temporada. Ele ressaltou ainda que admira a forma como Cuca organiza e faz o planejamento competitivo de curto, médio e longo prazo a serem atingidos pelo grupo gerando o engajamento de todos os envolvidos.

Já Maurício Barbieri, comandante do Red Bull Bragantino, considerou ser de grande valor o compartilhamento da semana de treinos de Cuca, entender como o treinador organiza seus conteúdos e faz a preparação no pré-jogo. “É muito importante a troca com um profissional de altíssimo nível como ele é. Isso ajuda a gente a repensar as nossas praticas e as experiências todas. Enfim, ele tem muita bagagem, muita história e as experiências que ele dividiu servem de aprendizado para nós todos”, disse.

Para Lisca, treinador com trabalhos de destaque no América-MG e Ceará, “a nível de conteúdo teve tudo porque teve a parte tática, onde ele mostrou alguns exercícios, algumas ideias, principalmente a nível de posicionamento, marcação, de time. Teve conteúdo psicológico muito na parte emocional que o Cuca é mestre, do lado humano, como que ele procedia com os jogadores no dia a dia, planejamento de campeonato, como que ele se reúne com os jogadores, e os bastidores também que são muito interessantes. Na parte física também, integrada nos treinamentos mostrando uma variação de trabalho, isso foi bem legal.”

Por último, Cuca falou sobre seu trabalho com marcação de encaixe em uma cultura onde se usa principalmente a marcação zonal. Além disso, quando perguntado sobre como, do ponto de vista das atividades que propõe, ele mescla o jeito brasileiro de jogar com uma organização advinda da escola europeia, o treinador afirmou gostar da proposta de dois toques, mas acredita que não se pode perder a irreverência do jogo brasileiro. Ele concluiu falando sobre religiosidade, sobre como conciliar a vida com a família com o trabalho em clubes e como lidar com derrotas.

Na próxima segunda-feira (11), o palestrante será com Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, que neste ano de 2022 tornou-se o técnico com mais conquistas internacionais e presente no maior número de finais pelo Palestra. O português bicampeão da Libertadores e atual campeão da Recopa Sul-Americana falará sobre a vitoriosa campanha da Libertadores de 2021.


Veja mais

PATROCINADORES

A CBF Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL SEMP TechnoGym StatSports Kin Analytics Globus Italian Excellence