Abel, Oswaldo e Espinosa recebem Licença Honorária

Na tarde desta terça-feira (13), a CBF, por meio da CBF Academy, entregou a Licença Honorária para Abel Braga, Oswaldo de Oliveira e Valdir Espinosa

Oswaldo de Oliveira, Abel Braga e Valdir Espinosa, receberam a Licença Honorária nesta terça-feira (13), na sede da CBF.

Oswaldo de Oliveira, Abel Braga e Valdir Espinosa, receberam a Licença Honorária nesta terça-feira (13), na sede da CBF.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Diretor Executivo da CBF, Rogério Caboclo entrega o certificado da Licença Honorária para Oswaldo de Oliveira.

Diretor Executivo da CBF, Rogério Caboclo entrega o certificado da Licença Honorária para Oswaldo de Oliveira.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Valdir Espinosa recebe a camisa personalizada da Seleção Brasileira e o certificado da Licença Honorária.

Valdir Espinosa recebe a camisa personalizada da Seleção Brasileira e o certificado da Licença Honorária.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Abel Braga recebe o certificado da Licença Honorária das mãos do Presidente do Fluminense, Pedro Abad.

Abel Braga recebe o certificado da Licença Honorária das mãos do Presidente do Fluminense, Pedro Abad.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Além do certificado da Licença Honorária, os técnicos ganharam uma camisa personalizada.

Além do certificado da Licença Honorária, os técnicos ganharam uma camisa personalizada.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Além do certificado da Licença Honorária, os técnicos ganharam uma camisa personalizada.

Além do certificado da Licença Honorária, os técnicos ganharam uma camisa personalizada.

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Entrega de Licença Honorária para os técnicos Oswaldo de Oliveira, Abel Braga e Valdir Espinosa

Em reconhecimento aos anos de contribuição ao futebol brasileiro, ao comprometimento e dedicação à profissão de técnico de futebol, a CBF Academy entregou a Licença Honorária para mais três treinadores nesta terça-feira (13). Abel Braga, Oswaldo de Oliveira e Valdir Espinosa foram homenageados e receberam seu certificado das mãos de Rogério Caboclo, diretor-executivo de gestão da CBF, na sede da entidade, no Rio de Janeiro.

 A Licença Honorária tem uma representatividade muito grande para os treinadores. Me sinto orgulhoso, honrado e agradecido por essa homenagem  disse Abel Braga, treinador do Fluminense, que esteve acompanhado do presidente do tricolor carioca, Pedro Abad. 

Dentre os muitos títulos conquistados pelos três treinadores está o de maior expressão para um equipe de futebol: a conquista do Mundo. Abel liderou o Internacional em 2006, Oswaldo de Oliveira era o técnico do Corinthians em 2000 e Valdir Espinosa comandou o Grêmio na conquista de 1983. 

 Passados 40 anos eu posso dizer, hoje, que sou treinador de futebol. É muito bacana esse reconhecimento. Curioso é que estão aqui três campões mundiais recebendo o título de treinador. Em 2019, eu irei comemorar 41 anos como treinador e um ano como treinador reconhecido. Obrigado, CBF!  agradeceu Espinosa.

A iniciativa da CBF, por meio da CBF Academy, de conceder a Licença Honorária para os treinadores brasileiros foi iniciada no ano passado, com a entrega da primeira ao tetracampeão Mário Jorge Lobo Zagallo durante o Prêmio Brasileirão 2017. A CBF também realizou uma cerimônia para entregar a homenagem para Carlos Alberto Parreira, Vadão, René Simões, Joel Santana, dentre outros nomes do futebol. 

– É uma honra imensurável. Estou emocionado com a homenagem e com o reconhecimento. É um gancho importantíssimo para que a classe seja, de forma generalizada, reconhecida e que os profissionais tenham o crédito que merecem. Os treinadores são de suma importância na formação dos jogadores e têm todos os méritos nas grandes páginas que o futebol brasileiro tem escrito ao longo dos anos. Por isso é um momento muito importante  avaliou Oswaldo.

A Licença Honorária é direcionada para treinadores brasileiros de futebol que completaram 60 anos até 31 de dezembro de 2017 e que somaram, no mínimo, 50 pontos segundo critérios previstos na Convenção da Conmebol de 2016 (anexos abaixo). 

Anexos

  • Anexo Pag 93 - Conmebol

  • Anexo Pag 94 - Conmebol

PATROCINADORES