Treinador da Hawk Eye disseca sistema do VAR para árbitros em curso

Treinador da Hawk Eye disseca sistema do VAR para árbitros em curso

Gerente de treinamento de VAR da Hawk Eye, Giovanni Roberto Compagno se apresentou para os alunos do IV Curso de Capacitação do VAR, em Águas de Lindoia

Giovanni Roberto Compagno, gerente de treinamento do VAR da Hawk Eye, durante apresentação no Curso da CBF

Créditos: Matheus Meyohas/CBF

O primeiro dia do quarto Curso de Capacitação do VAR, em Águas de Lindoia, teve direito a uma apresentação internacional. Gerente de treinamento do VAR da Hawk Eye, o italiano Giovanni Roberto Compagno explicou para os árbitros um pouco do sistema que será usado no Brasileirão.

Durante sua apresentação, Campagno falou sobre as diferenças do sistema utilizado durante a Copa do Mundo e o que deve ser utilizado no Brasileirão. O italiano ainda tirou dúvidas dos árbitros presentes, que serão os grandes protagonistas da chegada do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro.

Roberto Campagno tem experiência de mais de 100 jogos atuando como primeiro operador do VAR, e trabalhou nessa função durante a Copa do Mundo. Foram 20 partidas no Mundial da Rússia, em 2018, inclusive o duelo entre Brasil e México, pelas oitavas de final.

Sobre a Haw Eye 

A Hawk Eye foi a empresa responsável pela utilização do VAR na Copa do Mundo, que foi considerada um case de sucesso pela FIFA. De acordo com o presidente da entidade máxima do futebol, Gianni Infantino, o índice de acertos com o VAR ficou acima de 99%. Mais do que isso, os erros claros, prejudiciais para o resultado, estão cada vez mais raros.

Além do Brasileirão, a empresa está presente em outros países considerados potências do futebol internacional. A Bundesliga, da Alemanha, e a Série A, da Itália, por exemplo, adotaram o árbitro de vídeo com o uso da tecnologia da empresa. Presente em mais de 26 competições diferentes, a empresa presta serviço em pelo menos um país de cada continente do globo.