Testes físicos no curso de arbitragem em São Paulo

Testes físicos no curso de arbitragem em São Paulo

Equipe feminina iniciou o trabalho e foi seguida pela masculina

0608 testefisico frame. 0608 testefisico frame.

Antes de iniciar os testes físicos do curso de arbitragem da FIFA e da CBF, que se realiza em São Paulo, os instrutores Cristian Rosén e Paulo Camello organizaram toda a pista de atletismo para a provas feminina e masculina.

- Primeiro fazemos as marcações das saídas e das chegadas e depois a marcação das velocidades, para evitar qualquer problema - explicou o instrutor físico da CBF, Paulo Camello.

As árbitras e assistentes FIFA iniciaram a prova e foram seguidas pelos homens. Os testes masculino e feminino são realizados separadamente, pois são um pouco diferentes.

- As distâncias corridas tanto pelos árbitros quanto pelas árbitras são as mesmas. O que muda é o tempo de recuperação entre as atividades - disse o instrutor físico da FIFA, Cristian Rosén.

O teste dos árbitros começam com seis tiros de 40 metros. Quem consegue manter o padrão necessário passa para a segunda parte, 20 a 24 tiros de 150 metros.

O resultado do teste implicou na homologação de aprovação dos árbitros e assistentes para o quadro da FIFA na próxima temporada. Entre as assistentes e os assistentes, 100% de aprovação. Das três árbitras, uma foi reprovada e, dos 15 árbitros, três foram reprovados e um não realizou a prova por lesão.

Os trabalhos físicos continuam na quinta-feira, com testes que tentam reproduzir ao máximo a dinâmica de uma partida de futebol. Os árbitros farão deslocamentos de 20 metros em diagonal com 10 segundos de intervalo e com tempo acelerando em cada repetição. Os assistentes farão deslocamentos para frente e laterais.