Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem

Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem

Aos 24 anos, Tainan já figura no quadro nacional de arbitragem. A árbitra participa até domingo (21) do 1º Curso Regional para arbitragem feminina da CBF

I Curso de Regional para Árbitras e Assistentes da Confederação Brasileira de Futebol.

Créditos: Laura Zago

"Eu sempre sonhei em ser árbitra central", a fala de Tainan Somensi, de 24 anos, retrata um caminho ainda pouco seguido pelas mulheres. Até domingo (21), ela e mais vinte árbitras e assistentes do sul do país participam do 1º Curso Regional para arbitragem feminina da CBF, em Blumenau, Santa Catarina, que acontece com apoio da Federação Catarinense de Futebol (FCF). O objetivo é capacitar e qualificar mulheres que exerçam a função no campo de jogo. 

Natural de Balneário Camburiu, Tainan é a caçula do grupo que realiza o curso. Aos 17 anos começou na arbitragem apitando jogos de várzea, desde então, tem colecionado conquistas e realizações na carreira. Há cinco anos atingiu os pré-requisitos necessários para chegar ao quadro nacional de árbitros da CBF e quer além: "almejo o quadro da Fifa e vou lutar para isso", diz. 

Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem Tainan concilia personalidade extrovertida com seriedade na arbitragem
Créditos: Laura Zago

Pelas companheiras de turma, a descrição de Tainan não corresponde em nada o que é dentro de campo: "Ela é muito animada e extrovertida, é um doce, está sempre com um sorriso no rosto". Para atuar dentro das quatro linhas, a também estudante de fisioterapia muda totalmente a fisionomia e afirma ser dura. 

- Dentro de campo muda um pouco essa relação, eu fico mais séria, preciso me impor, mas sempre tem aqueles momentos que podemos ser mais flexíveis e conversar na medida do possível. Mas sou outra pessoa dentro de campo, com certeza sou! (risos) - afirma Tainan. 

 

A mais nova da turma divide a sala com postulantes ao quadro nacional de arbitragem da CBF. No total, nesta edição do curso, oito árbitras/assistentes figuram nesta lista e treze querem chegar lá. Incentivar futuras mulheres e se capacitar são as duas mensagens que ela leva do curso.

- Me vejo nas meninas, a gente continua com aquela vontade, com aquela garra, por isso que a gente tá aqui. Vejo os olhos delas brilhando! É muito gostoso a gente poder contribuir um pouco, nós mais experientes, podemos compartilhar os nossos conhecimentos e sempre continuar aperfeiçoando os nossos conceitos também - conclui. 

Neste sábado (19), Tainan Somensi comanda a partida entre Avaí/Kindermann e Corinthians, auxiliada pelas assistentes Luciane dos Santos e Gizeli Casaril, Evandro Tiago Bender, como 4º árbitro. O duelo válido pela quinta rodada do Brasileirão Feminina terá transmissão ao vivo, a partir das 14h, no Twitter através do perfil @BRFeminino.


Veja mais