Mesa de debate encerra visita técnica da IFAB sobre o Árbitro de Vídeo

Mesa de debate encerra visita técnica da IFAB sobre o Árbitro de Vídeo

Com apoio da CBF, evento destinado às Federações Estaduais apresentou protocolo, experiências e peculiaridades da ferramenta do VAR

A visita técnica da IFAB/FIFA sobre o Árbitro de Vídeo (VAR) para Federações estaduais foi encerrada nesta quarta-feira (21). Em um hotel na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, o evento, que contou com o apoio da CBF, teve como programação do último dia palestras, uma roda para debate e um contato dos expectadores com a ferramenta.

A psicóloga da Comissão de Arbitragem da CBF, Marta Magalhães, abriu o dia apresentando o tema pilar mental. A profissional falou sobre influências do VAR na cabeça do árbitros e como este quesito deve ser trabalho. Na sequência, Dirk Schlemmer, gerente do departamento de serviços de futebol da IFAB, falou mais um pouco sobre o protocolo que deve ser cumprido para que as partidas possam ser realizadas com Árbitro de Vídeo.

Na acomodação anexa ao local das palestras foi montada uma sala de operação de vídeo, exatamente igual ao material montado para receber o VAR nos estádios. Os presentes tiveram a experiência de manusear a ferramenta e entender um pouco mais do seu funcionamento com técnicos e operadores da tecnologia. 

O evento foi encerrado com uma roda de debate. Os representantes das dez Federações estaduais presentes (Alagoas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo) podiam pontuar sobre o tema e elucidar dúvidas com Dirk Schlemmer e Sebastian Runge, chefe do departamento de tecnologia e inovação do futebol da IFAB/FIFA. 

O tetracampeão Mauro Silva, que atualmente é vice-presidente do departamento de atletas e competições da Federação Paulista de Futebol, foi um dos expectadores. O ex-volante contou um pouco da experiência que viveu nos últimos três dias em entrevista ao site da CBF. 

- Estar aqui e absorver todo este conhecimento é fundamental para implementarmos o VAR com sucesso. É uma tecnologia que veio para ficar e a CBF nos ajuda muito trazendo tanto conteúdo e tanta informação para que a gente possa implementar este processo com sucesso, pois é muito detalhado e exige muita qualificação dos árbitros - destacou.

Representando a Federação Paraibana de Futebol, Arthur Alves, coordenador interino de arbitragem da entidade, falou sobre a experiência. O profissional destacou a duração da visita e agradeceu pela participação no evento.

- Foi muito bom. Dois dias e meio de convívio e quero parabenizar a CBF por ter dado esta oportunidade. Vamos levar muito conhecimento para a nossa Federação. Foi espetacular para nós ter participado e agora vamos colher os resultados. Fica o meu muito obrigado ao Coronel Marinho, ao Sérgio Correa, ao Manoel Serapião, e também a presidente Michelle Ramalho pela confiança depositada em mim - acrescentou.