FIFA aceita pedido da CBF por ampliação do quadro de árbitras

FIFA aceita pedido da CBF por ampliação do quadro de árbitras

Após resposta positiva da entidade máxima do futebol, CBF indicou uma árbitra e uma assistente para avaliação pela FIFA

Trio brasileiro de arbitragem será o Brasil na semifinal da Copa do Mundo - Edina Alves, Neuza Back e Tatiane Camargo Trio brasileiro de arbitragem será o Brasil na semifinal da Copa do Mundo - Edina Alves, Neuza Back e Tatiane Camargo
Créditos: Rodrigo Corsi/FPF

A FIFA aceitou o pedido da CBF pela ampliação do número de árbitras e assistentes no Quadro Internacional. Com a medida, o futebol brasileiro terá mais uma árbitra e outra árbitra assistente na relação da FIFA.

Com a resposta positiva da FIFA, a CBF ganhou o direito de indicar um nome para as duas vagas abertas. A árbitra Charly Wendy Straub Deretti (SC) e a árbitra assistente Bárbara Roberta da Costa Loiola (PA) serão avaliadas Departamento de Arbitragem da FIFA. Caso sejam aprovadas, serão confirmadas no início do próximo ano.

O pedido foi uma iniciativa da Comissão de Arbitragem da CBF, que tem acompanhado o crescimento das competições de futebol feminino no país, bem como o bom desempenho das árbitras e assistentes brasileiras. 

Em 2019, a árbitra Edina Alves Batista interrompeu um período de 14 anos sem uma mulher comandando um jogo da Série A do Campeonato Brasileiro. Ela também fez parte do trio que representou o Brasil na Copa do Mundo da França, ao lado de Tatiane Camargo e Neuza Back.

– Este era um pleito antigo da CBF, que com apoio da Comissão de Arbitragem da Conmebol foi aprovado pela FIFA. Nos últimos anos a arbitragem feminina no Brasil apresentou grande avanço na performance, com muitas árbitras e assistentes completando o teste físico masculino, habilitando-se a atuar também nas competições de futebol profissional masculino, além de apresentarem excelente nível técnico – comentou Leonardo Gaciba, presidente da Comissão de Arbitragem da CBF.