CBF premia os melhores trios de arbitragem

CBF premia os melhores trios de arbitragem

Lista foi elaborada de acordo com notas atribuídas pelos membros da Comissão Independente, que também leva em conta relatórios dos analistas de campo e vídeo

Prêmio Brasileirão 2016

Créditos: Ricardo Stuckert / CBF

A Comissão de Arbitragem da CBF divulgou, nesta terça-feira (13), o ranking dos melhores trios que atuaram nas séries A e B do Campeonato Brasileiro. No topo da lista, estão o árbitro Raphael Claus e os auxiliares Marcelo Van Gasse e Rogério Pablos Zanardo.

Na segunda posição, Bráulio da Silva Machado, Neuza Inês Back e Alex dos Santos. Completando o Top 3, que tem direito a prêmio, vêm Marcelo Ribeiro de Souza, Márcia Bezerra Caetano e Alex Ang Ribeiro.

Essas melhores equipes de arbitragem receberão um total de R$ 500 mil, sendo R$ 300 mil, R$ 150 mil e R$ 50 mil para os três primeiros trios, respectivamente. O ranking da arbitragem foi elaborado de acordo com as notas atribuídas pelos membros da Comissão Independente, que leva em consideração a própria observação dos jogos e os relatórios dos analistas de campo e de vídeo.

Confira a lista dos 10 trios com as melhores notas (média):

Mais sobre a Comissão Independente

Comandado pelo português Vitor Pereira, que apitou duas Copas do Mundo e foi chefe da Comissão de Arbitragem da Federação Portuguesa por mais de dez anos, o Comitê, também integrado pelos ex-árbitros José Roberto Wright e Cláudio Vinícius Cerdeira, analisa o desempenho dos árbitros e referenda ou reforma as observações pelos analistas responsáveis pela partida.

Baseado neste desempenho, em conjunto, eles dão notas aos trios de arbitragem. Esses números são computados para um ranking da Comissão Nacional de Arbitragem no campeonato, que rende, como foi mostrado acima, premiação aos primeiros colocados.