CBF lança campanha de respeito à arbitragem

CBF lança campanha de respeito à arbitragem

Objetivo da campanha é criar um ambiente de mais respeito ao trabalho dos árbitros, responsáveis por aplicar a regra do jogo


A CBF lançou, nesta segunda-feira, a campanha "Respeito: Essa é a Regra do Jogo", em evento realizado na sede da CBF, no Rio da Janeiro. A ação tem como objetivo fomentar o respeito e a tolerância ao trabalho dos árbitros e auxiliares de futebol durante os jogos no Brasil.

Responsáveis por fazer valer as regras e as normas do jogo de futebol, os árbitros são alguns dos participantes mais importantes de uma partida. Justamente por isso, é necessário criar um ambiente de respeito e que permita a eles realizar o melhor trabalho possível. Em discurso durante o lançamento da campanha, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, destacou o quão fundamental é construir um cenário de respeito aos árbitros.

- A campanha que estamos lançando hoje não é apenas pelo respeito à arbitragem. É, sobretudo, pelo respeito às regras e ao futebol. Nosso objetivo final é um melhor espetáculo, com menos cartões por reclamação, menos paralisações e mais justiça. Acima de tudo, é entendermos que todos os protagonistas do futebol merecem respeito. Todos que entram no campo, entram para fazer o melhor - disse Caboclo.

A campanha de respeito a arbitragem tem como objetivo atingir desde os torcedores, em casa ou no estádio, aos dirigentes e até mesmo os jogadores, que lidam diretamente com os árbitros durante as partidas. Ela estará no ar em diferentes mídias sociais. O vídeo da campanha terá inserções televisivas e ativações nos jogos do Campeonato Brasileiro.

A campanha segue uma tendência mundial de valorização do papel da arbitragem e de respeito aos seres humanos por trás das funções. Os árbitros passarão a usar um escudo da campanha no peito durante as partidas do Campeonato Brasileiro. Antes da bola rolar, os dois capitães serão chamados para receber orientações da equipe de arbitragem. 

- É uma campanha de conscientização dirigida a todos os que fazem parte do mundo do futebol. Quem está em campo ou assiste nos estádio, quem faz o futebol por dentro:  jogadores, técnicos, dirigentes e torcedores - frisou o Presidente.

Até aqui, 2019 tem se mostrado um ano histórico para a arbitragem brasileira. A atual temporada marca o início da utilização do árbitro de vídeo (VAR) durante as partidas do Campeonato Brasileiro. O Brasil foi pioneiro na apresentação do recurso da arbitragem de vídeo ao mundo do futebol.

Com o uso do VAR no Brasileirão, o Brasil passou a ter, por ano, 454 jogos com o árbitro de vídeo. Nenhum país no mundo tem essa quantidade de partidas com VAR, o que só leva a crer que, cada vez mais, a arbitragem se adapte melhor ao recurso no país.