Árbitros passam por familiarização com protocolo e ferramenta do VAR

Árbitros passam por familiarização com protocolo e ferramenta do VAR

Alunos da segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 fizeram atividades sobre comunicação, aprenderam sobre a ferramenta e simularam uso do VAR no campo

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Segunda turma do Curso de Capacitação do VAR 2019 - Águas de Lindóia (SP)

Créditos: Daniel Guimarães / CBF

O segundo dia de atividades da Turma II do Curso de Capacitação de Árbitro de Vídeo 2019 foi bastante didático. As ações desta quinta-feira (28) seguiram firmes com a teoria, mas os participantes também saíram da sala de aula e tiveram uma simulação de operação do VAR no campo e uma aula sobre o funcionamento da ferramenta na cabine de operação (VOR).

Os instrutores passaram a cartilha da comunicação, algo que é considerado por todos fundamental para o bom funcionamento do VAR. Os árbitros e assistentes aprenderam como usar o rádio de comunicação, quais palavras devem ser utilizadas na conversa entre campo e cabine e quais termos não podem usar. 

– Assim como na vida, o processo do VAR tem uma peça fundamental: a comunicação. Do árbitro com VAR, do VAR com seu operador, do operador com o VAR, do AVAR com o VAR... E é fundamental, pois o sistema pode estar funcionando, mas se a comunicação estiver com problema, estará fadado ao fracasso. Por isso temos este treinamento específico. Alguns acidentes aconteceram por falta de comunicação. E não pode acontecer uma falta de comunicação neste sistema porque o jogo pode ser reiniciado e uma jogada acabar sendo perdida, por exemplo – declarou o instrutor Nilson Monção.

No segundo momento, os árbitros foram até a sala do VOR para entenderem como o funcionam os monitores, o plano de câmeras e tudo envolvendo a tecnologia da ferramenta. O gerente de treinamento do VAR da Hawk Eye, Giovanni Roberto Compagno, foi quem apresentou e tirou todas as dúvidas dos participantes da turma. 

– Quando você passa por um processo de familiarização antes de colocar a mão na massa, a importância disso é que quando você for operar a tendência é que não seja pego de surpresa. Claro que é uma novidade e exige um processo de adaptação, mas um fato novo não vai te surpreender mais, pois você terá uma noção de como funciona – declarou o árbitro sergipano Cláudio Francisco Lima e Silva.   

Os árbitros e assistentes saíram um pouco da sala de aula e foram até o campo principal do Eco Resort Oscar Inn, em Águas de Lindóia (SP). Eles tiveram uma aula com a instrutora Ana Paula de Oliveira sobre gestual e protocolo do VAR no gramado. 

– Estamos ensinado e em seguida vamos lapidar. Ajustar os detalhes, como a comunicação, o trabalho em equipe com o operador... Temos de seguir trabalhando. A vida do árbitro é um constante aprendizado, uma constante evolução diária – acrescentou a instrutora. 

As atividades seguem nesta noite, com vídeos e slides na sala de aula, e a parte prática será iniciada nesta sexta-feira (29). Os 32 árbitros e assistentes se revezaram em campo e sala do VOR para treinar o uso da ferramenta do árbitro de vídeo. 

VAR na cabeça: como a ferramenta mexe com o psicológico dos árbitros

Comissão de Arbitragem inicia 2ª turma do Curso de Capacitação do VAR 2019