Árbitro de Vídeo do Gre-Nal, Traci se diz pronto

Árbitro de Vídeo do Gre-Nal, Traci se diz pronto

Concentrado para o duelo deste domingo (11), paranaense escalado para ser o VAR do clássico destaca preparação em cursos da CBF e mostra tranquilidade

Árbitro de Vídeo: Inter x Grêmio Árbitro de Vídeo: Inter x Grêmio
Créditos: Bruno Mesquita/CBF

A arbitragem do futebol brasileiro vive um momento marcante. Quando a bola rolar neste domingo (11), às 17h (de Brasília), no Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), será realizado o primeiro Gre-Nal com Árbitro de Vídeo (VAR) da história. Entre os protagonistas deste evento está o paranaense Rafael Traci, que será o responsável por se comunicar com o árbitro de campo, Jean Pierre Lima, direto da cabine dos monitores. 

Aos 36 anos, Traci foi um dos participantes que mais se destacou no curso de capacitação da Comissão de Arbitragem da CBF para a implementação da tecnologia, realizado em setembro no ano passado na cidade de Águas de Lindóia (SP). Pelo conhecimento que já tem da ferramenta, ele se diz preparado para exercer a função de Árbitro de Vídeo do Gre-Nal 413. 

– É importante participar de um clássico deste porte. E a gente fica grato pelo convite e por fazer parte disso. Passamos por cursos no ano passado, a CBF habilitou vários árbitros, como eu e o Ivan (Bohn, árbitro assistente de vídeo do Gre-Nal de domingo), e estamos preparados e credenciados para fazermos um bom trabalho – afirmou. 

Um fator importante para o Árbitro de Vídeo é atuar somente nos lances em que não seja necessária interpretação. Por conta disso, Traci prefere que o VAR fique em segundo plano no grande clássico do futebol gaúcho. Caso seja necessário, no entanto, ele destaca que está pronto para ajudar o parceiro Jean Pierre, com quem já trabalhou algumas vezes, durante os 90 minutos. 

– Acho que o Árbitro de Vídeo vem pra somar. A gente, como árbitro de campo também, torce para que as decisões sejam lá e que não precise do nosso auxílio. Mas é claro que, caso ocorra algum equívoco dentro dos limites do VAR, estaremos preparados para atuar. Só vamos interferir em lances claros. Temos de enfatizar muito isto, que não é em qualquer lance – acrescentou.

O presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Marcos Marinho, está acompanhando todo o processo que envolve a realização da partida ao lado dos instrutores Manoel Serapião Filho e Sérgio Corrêa. Marinho revela o que representa este momento para a arbitragem brasileira.

– É mais um experimento que mostra a importância desta ferramenta. É fundamental para nós, já que vamos implantar na Copa do Brasil (a partir das Quartas de Final), e acho que vai servir de referência para vermos como funciona. Com a instrução que foi dada pelas pessoas responsáveis aqui e pelos árbitros que vão atuar, creio que amanhã será muito interessante e, com certeza, com sucesso – finalizou.