Trio na boa

15/03/2017 às 23:31 | Assessoria CBF

Cruzeiro, Inter e Sport avançam com tranquilidade

Créditos: Site oficial do Internacional

As três partidas das 21h45 (de Brasília) fecharam a noite de Copa do Brasil nesta quarta-feira (15). Cruzeiro, Internacional e Sport, que já haviam vencido na ida, voltaram a triunfar e conquistaram a classificação para a Quarta Fase da competição mais democrática do país de forma tranquila. A Raposa bateu o Murici-AL por 3 a 0, o Colorado superou o Sampaio Corrêa-AM pelo mesmo placar e o Leão derrotou o Boavista-RJ por 1 a 0. As equipes vencedoras aguardam a definição dos próximos adversários no sorteio.

No Mineirão, em Belo Horizonte (MG), o Cruzeiro entrou em campo podendo perder por até um gol de diferença por conta do triunfo por 2 a 0 na ida. A Raposa, no entanto, ignorou a vantagem e partiu para cima do Murici. Aos 31 minutos, Thiago Neves levantou a bola na área em cobrança de falta, o zagueiro Cláudio tentou cortar e acabou marcando contra a própria equipe. Cinco minutos depois, Edson Veneno derrubou Rafael Sobis na área e o árbitro marcou o pênalti. No melhor estilo "quem sofre, bate", o atacante foi para a bola e bateu forte, no meio, para ampliar o marcador. Na etapa final, a Raposa apenas administrou a vantagem. Aos 38, Deisinho tentou cortar falta cobrada por Thiago Neves na área e acabou marcando contra. Raposa 3 a 0 e vaga garantida.  

No Beira-Rio, em Porto Alegre (RS), o Internacional foi para o jogo com tranquilidade, por conta do triunfo por 4 a 1 na primeira partida. Aos 41 minutos, Fabinho arrancou pela direita e cruzou na medida para Carlos, de cabeça, deixar a vantagem gaúcha ainda maior. No segundo tempo, o Colorado passou a trocar mais passes na defesa e administrar o resultado. Aos 23, Carlos mostrou que estava mesmo em uma noite boa e marcou mais um. O atacante recebeu ótimo lançamento de Iago e, com belo toque, ampliou. Seis minutos mais tarde, D'Alessandro acertou o ângulo direto em cobrança de falta e deu números finais ao duelo com grande estilo.   

Na Ilha do Retiro, no Recife (PE), o Sport ignorou a vantagem construída no jogo da ida, com vitória por 3 a 0, e adotou postura ofensiva desde o apito inicial do árbitro. Após inúmeras chances, o gol rubro-negro veio sair aos 31 minutos. Após cruzamento de Mena, a bola sobrou para Diego Souza mandar uma bomba para o fundo da rede. Na melhor chance do Boavista na partida, já aos 19 do segundo tempo, Renato Silva subiu bem após escanteio cobrado por Robert e tocou de cabeça. Magrão fez grande defesa e evitou o empate.

Os jogos da Terceira Fase da Copa do Brasil continuam a ser disputados nesta quinta-feira (16). Confira a tabela.

Leia mais

Nossos patrocinadores